Festa Balonê e Erick Endres: farão o aquecimento para o show "Call The Police"

Erick Endres fará o show de abertura da noite, às 20hCrédito: Raul Krebs

No dia 8 de abril, a festa Balonê vai atravessar a avenida Osvaldo Aranha para montar seu setup no Auditório Araújo Vianna. Das 18h às 20h, os DJs Thais SchererAdriana Banana e Roger Lerina farão o aquecimento para o show Call The Police tocando clássicos dos anos 80 e 90 e pitadas de modernidades.

Em seguida, às 20h, o guitarrista Erick Endres apresentará um repertório especial para o show de abertura da noite. Apesar da pouca idade, já é um músico que conquistou muito respeito dentro da classe artística. Segundo o jornalista Lúcio Ribeiro, do Popload, o Brasil já tem o seu Jack White. Nascido em 1997, após a revolução digital, Erick Endres é um reflexo das mudanças causadas pelo fácil acesso a informação que a sua geração teve. A parada não é ser do rock ou eletrônico ou metal, o barato desse novo momento e geração é poder, em um curto espaço de tempo, ser do rock e eletrônico e do metal ao mesmo tempo.

O show principal, em homenagem ao The Police, inicia às 21h, com Andy Summers, ex-guitarrista da banda inglesa, o baixista Rodrigo Santos, do Barão Vermelho, e o baterista João Barone, dos Paralamas do Sucesso. No repertório do espetáculo já estão confirmados hits como Message In A BottleEvery Breath You TakeSo LonelyWalking On The MoonDriven to Tears e Synchronicity.



SERVIÇO
CALL THE POLICE
Com Andy Summers, João Barone e Rodrigo Santos
Dia 8 de abril
Sábado
Auditório Araújo Vianna (Av. Osvaldo Aranha, 685)

18h – Atração de abertura: Festa Balonê com os DJs Thais Scherer, Adriana Banana e Roger Lerina
20h – Show de abertura: guitarrista Erick Endres
21h – Show principal: Call The Police, com Andy Summers, João Barone e Rodrigo Santos

INGRESSOS

Lote Único
SetorValor
Opus Experience*R$100,00

1º Lote (900 ingressos)
Setor Valor
Ingresso Único**R$80,00

2º Lote (2.000 ingressos)
Setor Valor
Ingresso Único**R$120,00

3º Lote (100 ingressos)
Setor Valor
Ingresso Único**R$140,00

*Ingresso Opus Experience: Inclui passagem de som (O horário será divulgado no site da Opus e do Auditório Araújo Vianna). Sem lugares marcados, por ordem de chegada e sem incidência de descontos - Limitado a 100 ingressos;

**Ingresso Único: Sem lugares marcados, por ordem de chegada.

- 50% de desconto para sócios do Clube do Assinante RBS – limitado a 100 ingressos;
- 10% de desconto para sócios do Clube do Assinante RBS nos demais ingressos;
- 5% de desconto para titulares dos cartões Zaffari Card e Bourbon Card.


* Opus Experience – Disponível ao público em geral, válido para compras na bilheteria do teatro e site Ingresso Rápido;

** Crianças até 24 meses que fiquem sentadas no colo dos pais não pagam

***Descontos não cumulativos a demais promoções e/ ou descontos;

**** Pontos de vendas sujeito à taxa de conveniência;

***** Política de venda de ingressos com desconto: as compras poderão ser realizadas nos canais de vendas oficiais físicos, mediante apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário. Nas compras realizadas pelo site e/ou call center, a comprovação deverá ser feita no ato da retirada do ingresso na bilheteria e no acesso ao auditório;

***** A lei da meia-entrada mudou: agora o benefício é destinado a 40% dos ingressos disponíveis para venda por apresentação. Veja abaixo quem têm direito a meia-entrada e os tipos de comprovações oficiais no Rio Grande do Sul:

- IDOSOS (com idade igual ou superior a 60 anos) mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.

- ESTUDANTES mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) nacionalmente padronizada, em modelo único, emitida pela ANPG, UNE, UBES, entidades estaduais e municipais, Diretórios Centrais dos Estudantes, Centros e Diretórios Acadêmicos. Mais informações: www.documentodoestudante.com.br 

- PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E ACOMPANHANTES mediante apresentação do cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013. No momento de apresentação, esses documentos deverão estar acompanhados de documento de identidade oficial com foto.

- JOVENS PERTENCENTES A FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA (com idades entre 15 e 29 anos) mediante apresentação da Carteira de Identidade Jovem que será emitida pela Secretaria Nacional de Juventude a partir de 31 de março de 2016, acompanhada de documento de identidade oficial com foto.

- JOVENS COM ATÉ 15 ANOS mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.

- APOSENTADOS E/OU PENSIONISTAS DO INSS (que recebem até três salários mínimos) mediante apresentação de documento fornecido pela Federação dos Aposentados e Pensionistas do RS ou outras Associações de Classe devidamente registradas ou filiadas. Válido somente para espetáculos no Teatro do Bourbon Country e Auditório Araújo Vianna.

- DOADORES REGULARES DE SANGUE mediante apresentação de documento oficial válido, expedido pelos hemocentros e bancos de sangue. São considerados doadores regulares a mulher que se submete à coleta pelo menos duas vezes ao ano, e o homem que se submete à coleta três vezes ao ano.

******Caso os documentos necessários não sejam apresentados ou não comprovem a condição do beneficiário no momento da compra e retirada dos ingressos ou acesso ao teatro, será exigido o pagamento do complemento do valor do ingresso.

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS (sujeito à taxa de conveniência):


Call Center: 4003-1212 (de segunda a sábado, das 9h às 22h, e domingos, das 12h às 18h)

Agência Brocker Turismo: Av. das Hortênsias, 1845 – Gramado (de segunda a sábado, das 9h às 18h30min, e feriados das 10h às 15h)

Rua Coberta, Câmpus II, Universidade Feevale: em Novo Hamburgo
(de segunda a sexta, das 13h às 21h, e sábado, das 9h às 14h). Mais informações pelo telefone 3271-1208
Bourbon Shopping Novo Hamburgo: Av. Nações Unidas, 2001 – 2º Piso / Centro de Novo Hamburgo (de segunda a sábado, das 13h às 20h).


CANAIS DE VENDAS OFICIAIS (sem taxa de conveniência):

Bilheteria do Teatro do Bourbon Country: Av. Túlio de Rose, nº 80 / 2º andar (de segunda a sábado, das 10h às 22h, e domingo e feriado, das 14h às 20h)

No local: somente na data da apresentação, a partir das 14h.

Formas de Pagamento: dinheiro, cartões de crédito em uma parcela, débito e vale-cultura.



Continue Lendo...

Fred Zero Quatro: show com uma das cabeças do movimento Mangue Beat em POA


Crédito: Marcelo Lelys

Fred Zero Quatro, nasceu em Jaboatão dos Guararapes, em 1965. Largou a carreira de jornalista de televisão para se juntar a uma turma da periferia do Recife e fazer uma revolução estética na música brasileira. Foi ele quem escreveu o manifesto Caranguejos com Cérebro, que lançou o movimento mangue beat.


Mostrando um lado mais intimista e “desplugado” do movimento mangue beat, o projeto intitulado “Liquid Rock (around the clock)” promete composições inéditas e releituras de algumas de suas principais referências musicais, como Nelson Cavaquinho, Nação Zumbi, Jorge Ben...

Com estilo peculiar e à fr
ente do Mundo Livre S/A – é o vocalista e principal compositor do grupo pernambucano, o artista criou um personagem complementar ao de Chico Science. Sempre produtivo, lançou discos pela internet, transformou as inovações tecnológicas em estética nos seus trabalhos e inovou ao propor uma nova narrativa lírica para a música popular, que o mantêm na vanguarda artística do país até hoje.

Serviço:
Fred Zero Quatro
Data: Dia 04 de abril (terça-feira) 
Horário: 22 horas - a casa abre às 19 horas.
Ingressos: R$30,00 
Informações:(51) 3212-0229 

Continue Lendo...

Braza: banda formada por ex-integrantes do Forfun em junho em POA



Formado por Vitor Isensee, Nícolas Christ e Danilo Cutrim, todos ex-integrantes do Forfun, o Braza irá se apresentar mais uma vez no Opinião, no dia 17 de junho. O grupo, que conquistou o Brasil com o seu disco de estreia autointitulado e lançado no ano passado, vai trazer para Porto Alegre o seu repertório de cheio de referências, indo do reggae e do hip hop até o rock e a soul music. Com o background de um dos maiores representantes da cena independente nacional dos anos 2000, o trio carioca, que já se apresentou em todas as grandes cidades do Brasil, voltará ao nosso palco para executar os principais sucessos de “Braza”, que muito tocaram nas rádio FM’s do país, como “Em Brasa”, “Segue o Baile” e “Oxalá”, todos com videoclipes superbem produzidos. Além das principais faixas do seu disco de estreia, que está na íntegra no Youtube e já ultrapassou a marca de 700 mil execuções Braza vai mostrar também algumas de suas músicas novas, que estarão no próximo disco da banda, que deverá sair em breve.

O teclado de Vitor Isensee faz papel de sirene, abrindo caminho para o scratch do DJ Negralha, que entra em cena, cutucando a bateria, forte e cheia de tentáculos de Nícolas Christ. Na sequência, a guitarra de Danilo Cutrim e o baixo de Pedro Lobo se alongam, dialogando com os metais, conduzindo a marcação funky até a chegada da flauta, docemente jazz, de Lelei Gracindo. Juntos, todos compõem os periódicos elementos do flamejante tema instrumental “Hoan vs Hozin” e passam o recado da melhor forma possível: o Braza vem quente e está fervendo.


(Re)nascido das cinzas do Forfun – um marco da cena hardcore/funk/pop dos anos 2000, que, segundo a Vice, “impregnou uma geração inteira com positividade e boas vibrações”, o grupo carioca, formado por Cutrim, Christ e Isensee, mantém a química do seu passado e avança, num salto evolutivo, no seu homônimo álbum de estreia. No novo conteúdo, riffs de rock se combinam com elementos de reggae, soul e hip hop, gerando a forte ligação que define o Braza.

“Não paramos exatamente o Forfun para fazer o Braza. Vivíamos numa produção contínua, mas chegou um momento em que entendemos que, depois de 14 anos, era hora de fechar um ciclo e partir para outro caminho”, explica Cutrim, que ocupa também o posto de vocalista. “Nos últimos tempos, o Forfun já estava buscando novas linguagens. O que fizemos foi filtrar esses experimentos e priorizar elementos que deveriam encabeçar o novo projeto”.

Primeira música pelo grupo, “Segue o Baile” abre o disco, como um cartão de visitas do Braza. Na sequência, o groove pulsante de “Oxalá” descarrega uma espiritualidade aberta, em contraponto aos obscuros arautos da intolerância religiosa. Alexandre Carlo, do Natiruts, em “Tanto”; e o MC Monkey Jhayman, em “Normal”; marcam o time dos reforços, que inclui também o trombone de Marlon Sette, a voz de Gabriela Riley, a percussão de Pacato e os teclados de Donatinho. No setor de importações, o brilho fica com a presença estelar de Michael Rose, hoje Mykal Rose, ex-vocalista do lendário grupo jamaicano Black Uhuru, em “Easy Road”.

Esse caminho sem facilidades talvez possa ser simbolizado pelo vídeo do single que puxa o álbum, o poderoso reggae “Embrasa” (https://youtu.be/TsRhMqVcS5s). Nele, a banda aparece misteriosamente entrecortada por flashes de operários em greve, dançarinas encapuzadas, sanfoneiros, figuras de vodu, rastas, faixas de proteção e enormes caixas de som. Enquanto a mente, hipnotizada, processa e tenta decifrar as imagens, um trecho da letra ajuda a entender a jornada proposta pelo Braza: “Em frente, bravamente, que pra trás não dá”.


BRAZA

Onde:
Quando:
17 de junho, sábado, às 20h
Abertura da casa:
18h30
Classificação:
14 anos

Ingressos:

Lote 1:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 45
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 40
Inteira: R$ 80

Lote 2:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 55
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 50
Inteira: R$ 100

Lote 3:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 65
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 60
Inteira: R$ 120

* Os alimentos deverão ser entregues no Opinião, no momento da entrada ao evento.

** Para o benefício da meia-entrada (50% de desconto), é necessária a apresentação da carteira de estudante na entrada do espetáculo. Os documentos aceitos como válidos estão determinados no artigo 4º da Lei Estadual 14.612/14.

Pontos de venda:

Bilheteria oficial (sem taxa de conveniência – somente em dinheiro):
Youcom Bourbon Wallig

Demais pontos de venda (sujeito à cobrança de R$ 5 de taxa de conveniência – somente em dinheiro):
Youcom Shopping Praia de Belas, Bourbon Ipiranga, Barra Shopping Sul e Bourbon Novo Hamburgo
Mil Sons Alberto Bins 366, Coronel Vicente 434 e Alberto Bins 554


Informações:


Fotos: AF Rodrigues

Enviado por Paulo Finatto Jr.
Opinião Produtora – Assessoria de Imprensa
Continue Lendo...

Apocalyptica: pela primeira vez em POA, comemorando 20 anos do álbum debut

Abstratti Produtora
traz Apocalyptica a POA
20 anos de ‘Plays Metallica by Four Cellos’ Tour 2017



O conjunto responsável por popularizar ao mundo que rock pode ser feito com requintes clássicos fará sua estreia em Porto Alegre neste ano. O Apocalyptica da Finlândia, tocará dia 21 de novembro, no Opinião (Rua José do Patrocínio,834).

A primeira passagem pela Capital integra a tour de comemoração dos 20 anos de lançamento de Plays Metallica by Four Cellos, disco de estreia do quarteto de cordas que será tocado na íntegra.

Formada em 1993, a Apocalyptica é uma banda de rock diferenciada: explora sons baseados em violoncelo – boa parte instrumental, com alguns momentos de trabalho vocal. Seja qual for a musicalidade (de interlúdios atmosféricos a ritmos rápidos), o conjunto impressiona pela melodia, emoção e dinâmica. Já são oito discos lançados até o momento. Nessa discografia, entram composições autorais e belas interpretações de nomes de peso, como Metallica, Faith No More, Motorhead, AC/DC e Sepultura.

O disco de estreia, Plays Metallica by Four Cellos, foi justamente de releituras. Nele, os finlandeses fizeram arranjos emocionantes para músicas da banda que levou o thrash para os patamares mais altos do showbusiness. A turnê atual celebra os 20 anos de lançamento desse álbum, que será tocado na íntegra durante os shows.

A gira, iniciada ano passado, já passou por Estados Unidos e Europa. O sucesso mundo afora e as mais de duas décadas de carreira comprovam que o Apocalyptica é um fenômeno consistente, de qualidade.

“Quando fizemos o trabalho de estreia, nossa expectativa era vender umas mil cópias e tocar alguns shows. Mas, depois do lançamento, recebemos convites para fazer várias apresentações e nosso som mudou bastante. Nós percebemos que tínhamos de fazer algo ainda mais excitante. Então, em 1998, saiu Inquisition Symphony, com produção mais aprimorada. Todo mundo achava que a sensação duraria só o primeiro disco e, depois do segundo, disseram que não poderíamos fazer nada melhor, que a banda estava com os dias contato. No entanto, estamos aqui até hoje”, recorda um dos fundadores do grupo, Eicca Topinnen.

=> Início das vendas sexta-feira, 31 de março, às 10h <=





Serviço:
Local: Opinião (Rua José do Patrocínio, 834 - Cidade Baixa - POA)
Classificação etária:14 anos
Data: dia 21 de novembro (terça-feira)
Horário: 21h
Cronograma
19h – abertura da casa
21h – Apocalyptica

Ingressos

Primeiro lote
Promocional  – R$ 125,00 *
Meia-entrada – R$ 120,00 **
Inteira – R$ 240,00

Segundo lote
Promocional – R$ 145,00 *
Meia-entrada – R$ 140,00 **
Inteira – R$ 280,00

Terceiro lote
Promocional – R$ 165,00 *
Meia-entrada – R$ 160,00 **
Inteira – R$ 320,00

* Valor reduzido, por promoção, mediante doação de 1kg de alimento não-perecível ou um agasalho que devem ser entregues na entrada do evento.

** 50% de desconto para estudantes e idosos. Para o benefício da meia-entrada  é necessário apresentar comprovação no dia do evento, ao acessar o local do show. Os documentos aceitos como válidos estão determinados no artigo 4º da Lei Estadual 14.612/14.


HotPass: R$ 40,00

⇒ Os compradores do HotPass têm direito a entrar 30min antes dos portões abrirem para o público geral. Por isso, pedimos a quem adquirir esse tipo de acesso que esteja às 18h na entrada principal da casa de shows (sem necessidade de fila) para acessar o local às 18h30min.

Atenção: O HotPass só é válido junto ao ingresso. Sozinho, ele não dá direito ao benefício.

Pontos de venda:
Online
www.blueticket.com.br (em até 6x no cartão)

Lojas

Sem Taxa de Conveniência:
Youcom – Bourbon Wallig, 3º piso. Fone: (51) 2118-1186

Com Taxa de Conveniência (R$5,00):
Youcom – Bourbon Ipiranga, 1º piso. Fone: (51) 3204-5210.
Youcom – Shopping Praia de Belas, 3º piso. Fone: (51) 3206-5530.
Youcom – Shopping Iguatemi.
Youcom – Barra Shopping, térreo. Fone: (51) 3206-5423.
Youcom – Novo Hamburgo (Av. Nações Unidas, 2001, segundo piso), lojas 2086/2090 | Bairro Rio Branco.
Youcom – Shopping Canoas. Fone (51) 3415-5100.
Mil Sons – Rua Coronel Vicente, 434 – Centro. Fone: 51 3226.3088.
Mil Sons – Av. Alberto Bins, 366 – Centro. Fone: 51 3228.6619.
Mil Sons – Av. Alberto Bins, 554 – Centro. Fone: 51 3224.3200.

Importante:
A organização do evento não se responsabiliza por ingressos comprados fora do site e pontos de venda oficiais.
Será expressamente proibida a entrada de câmeras fotográficas profissionais e semiprofissionais, bem como filmadoras de qualquer tipo.



Abstratti Produtora
(51) 3026-3602
abstratti@abstratti.com.br
www.abstratti.com.br
www.facebook.com/abstratti
www.youtube.com/abstratti
www.twitter.com/abstratti

Enviado por Homero Pivotto Jr.
Assessor de Imprensa 
Abstratti Produtora 



Leia matéria no Whiplash.Net




Continue Lendo...

Dire Straits Legacy: projeto com ex-integrantes chega a POA em maio


Com realização da Boom Produções e da Opus Promoções, a Dire Straits Legacy chega ao Auditório Araújo Vianna em maio reunindo Phil Palmer, Alan Clark, Danny Cummings, Mel Collins, Andy Treacey, Mickey Feat, Primiano Dibiase e Marco Caviglia no palco

direstraitslegacy


Com o objetivo de reunir velhos amigos que fizeram parte de discos icônicos da banda inglesa Dire Straits, o projeto Dire Straits Legacy está fazendo uma tour internacional com os ex-integrantes Phil PalmerAlan ClarkDanny CummingsMel CollinsAndy TreaceyMickey FeatPrimiano Dibiase e Marco Caviglia no palco. O grupo chega a Porto Alegre no dia 5 de maio para única apresentação no Auditório Araújo Vianna, às 21h, com realização da Opus Promoções e da Boom ProduçõesOs ingressos já estão à venda. Confira o serviço completo abaixo.

O projeto nasceu do amor pela música da banda britânica com a missão de levar essas canções para os fãs que ficaram sem shows ao vivo por um longo tempo. Desde que o Dire Straits fez sua última turnê, On Every Street, entre 1991 e 1992, o gênio musical Mark Knopfler preferiu deixar as canções do grupo para trás e tocar as suas composições solo. Como o mundo segue pedindo pelo Dire Straits, a Dire Straits Legacy se reuniu para trazer o som ao vivo de volta para os fãs.

video


Uma reunião em Milão no verão de 2013 introduziu a missão para produzir e promover, com paixão de alto nível, música de qualidade. A primeira turnê da Dire Straits Legacy – que teve uma formação de Phil Palmer, Pick Withers, Danny Cummings, Jack Sonni, Mel Collins,Marco Caviglia, Primiano Dibase e Maurizio Meo – foi um sucesso incrível com cinco shows esgotados na Itália.

Em uma segunda tour, John Illsley e Steve Ferrone se juntaram à banda para nove shows em teatros incríveis e a cerimônia final do 97o Giro d'Italia que reuniu 20 mil pessoas aplaudindo o grupo. E agora, depois de muitos pedidos para o projeto tocar em outros países, a turnê internacional chega ao Brasil.


SAIBA MAIS SOBRE OS OITO INTEGRANTES DA DIRE STRAITS LEGACY

PHIL PALMER: Diretor Musical - Guitarras e Vocais
Phil se uniu ao Dire Straits em 1990 e tocou na banda durante a turnê mundial. Ele é um dos maiores guitarristas do mundo, tendo tocado em mais de 450 álbuns, e excursionou com uma lista de alguns dos maiores artistas do mundo. Ele também foi membro da banda de Eric Clapton junto com seus colegas do DS Legacy Alan e Steve.

ALAN CLARK: Piano, Órgão Hammond e Teclados
Alan entrou para Dire Straits em 1980, tornando-se o primeiro e principal tecladista em tour e gravações. Ele também co-produziu On Every Street com Knopfler. Ele tocou e gravou com muitos outros artistas e foi membro da banda de Eric Clapton por diversos anos, enquanto Dire Straits fez uma pausa. Também foi o diretor musical de Tina Turner no melhor momento de sua carreira.

DANNY CUMMINGS: Percussões e Vocais
Danny juntou-se ao Dire Straits como seu percussionista em 1990 e tocou no álbum On Every Street, assim como na turnê. Fora de Dire Straits, ele trabalhou com muitos grandes artistas, incluindo Tina Turner, George Michael, Bryan Adams, Pino Daniele, e foi o baterista em Mark Knopfler durante vários anos.

MEL COLLINS: Sax
Mel entrou para Dire Straits em 1982 e tocou nos álbuns e nas turnês Love Over Gold e  Twisting by the Pool. Ele também tocou com uma enorme lista de artistas e bandas, incluindo Rolling Stones, Camel, Eric Clapton, Joe Cocker, Tears for Fears e muitos outros. Como membro original de King Crimson, fez recentemente uma turnê mundial com a banda.

ANDY TREACEY: Bateria
Como um dos bateristas mais bem sucedidos do Reino Unido, Andy fez turnês e gravou durante os últimos 20 anos com muitos artistas, tocando em locais intimistas, arenas e estádios, e trabalhando como músico de sessão em alguns dos estúdios mais famosos em todo o mundo. Ele é mais conhecido por seu trabalho como baterista e MD para o imensamente para as turnês internacionais de Faithless, Moby, DJ Fresh, Groove Armada, Dido, Robbie Williams, M.J.Cole, As Sementes de Raios, Ronnie Wood, John Squire (Rosas de Pedra), Galliano e a banda de Frank Zappa.

MICKEY FEAT: Baixo
Mick tem um longo histórico de estúdio e créditos ao vivo que incluem David Gilmour, Van Morrison, Arte Garfunkel, Alvin Lee, Barry Gibb e Justin Hayward. Ele foi apresentado em muitos best-sellers na icônica Island, gravadora de seu tempo como baixista da empresa. Trabalhou extensivamente em projetos solo de Mark Knopfler e foi caracterizado no trabalho ganhando o Grammy de Mark com Tina Turner e Willy De Ville.

PRIMIANO DIBIASE: Teclados
Também um romano, Primiano é um procurado e talentoso tecladista que já tocou em muitos discos e com muitos artistas, incluindo Richard Bennett, Steve Phillips, Gigi Proietti e Neri Marcorè.

MARCO CAVIGLIA: Voz e Guitarra 
Apaixonado pela música de Dire Straits e seu mentor musical Mark Knopfler, Marco, nascido em Roma, formou a banda Solid Rock em 1988, e em 1990 excursionou com o lendário bluesman do Notting Hillbillies, Steve Phillips. Mas seu sonho era brincar com seus heróis do Dire Straits, e esse sonho se tornou realidade em 2010 com a Dire Straits, e agora com o fantástico line-up que é o Dire Straits Legacy.


SERVIÇO
DIRE STRAITS LEGACY
Dia 5 de maio
Sexta-feira, às 21h
Auditório Araújo Vianna (Av. Osvaldo Aranha, 685)

Duração: 90 minutos
Faixa Etária: 16 anos

INGRESSOS:
Lote
Inteira
Meia-Entrada
1º Lote (limitado a 300 ingressos)R$ 200,00R$ 100,00
2º Lote (limitado a 500 ingressos)R$ 250,00R$ 125,00
3º Lote (limitado a 2.348 ingressos)R$ 300,00R$ 150,00


50% de desconto para sócios do Clube do Assinante RBS – limitado a 100 ingressos;

10% de desconto para sócios do Clube do Assinante RBS para os demais titulares;

- 5% de desconto para titulares dos cartões Zaffari Card e Bourbon Card.


* Crianças até 24 meses que fiquem sentadas no colo dos pais não pagam

**Descontos não cumulativos a demais promoções e/ ou descontos;

*** Pontos de vendas sujeito à taxa de conveniência;

**** Política de venda de ingressos com desconto: as compras poderão ser realizadas nos canais de vendas oficiais físicos, mediante apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário. Nas compras realizadas pelo site e/ou call center, a comprovação deverá ser feita no ato da retirada do ingresso na bilheteria e no acesso ao auditório;

***** A lei da meia-entrada mudou: agora o benefício é destinado a 40% dos ingressos disponíveis para venda por apresentação. Veja abaixo quem têm direito a meia-entrada e os tipos de comprovações oficiais no Rio Grande do Sul:

- IDOSOS (com idade igual ou superior a 60 anos) mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.

- ESTUDANTES mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) nacionalmente padronizada, em modelo único, emitida pela ANPG, UNE, UBES, entidades estaduais e municipais, Diretórios Centrais dos Estudantes, Centros e Diretórios Acadêmicos. Mais informações: www.documentodoestudante.com.br

- PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E ACOMPANHANTES mediante apresentação do cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013. No momento de apresentação, esses documentos deverão estar acompanhados de documento de identidade oficial com foto.

- JOVENS PERTENCENTES A FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA (com idades entre 15 e 29 anos) mediante apresentação da Carteira de Identidade Jovem que será emitida pela Secretaria Nacional de Juventude a partir de 31 de março de 2016, acompanhada de documento de identidade oficial com foto.

- JOVENS COM ATÉ 15 ANOS mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.

- APOSENTADOS E/OU PENSIONISTAS DO INSS (que recebem até três salários mínimos) mediante apresentação de documento fornecido pela Federação dos Aposentados e Pensionistas do RS ou outras Associações de Classe devidamente registradas ou filiadas. Válido somente para espetáculos no Teatro do Bourbon Country e Auditório Araújo Vianna.

- DOADORES REGULARES DE SANGUE mediante apresentação de documento oficial válido, expedido pelos hemocentros e bancos de sangue. São considerados doadores regulares a mulher que se submete à coleta pelo menos duas vezes ao ano, e o homem que se submete à coleta três vezes ao ano.

******Caso os documentos necessários não sejam apresentados ou não comprovem a condição do beneficiário no momento da compra e retirada dos ingressos ou acesso ao teatro, será exigido o pagamento do complemento do valor do ingresso.

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS (sujeito à taxa de conveniência):


Call Center: 4003-1212 (de segunda a sábado, das 9h às 22h, e domingos, das 12h às 18h)
Agência Brocker Turismo: Av. das Hortênsias, 1845 – Gramado (de segunda a sábado, das 9h às 18h30min, e feriados das 10h às 15h)

Rua Coberta, Câmpus II, Universidade Feevale: em Novo Hamburgo
(de segunda a sexta, das 13h às 21h, e sábado, das 9h às 14h). Mais informações pelo telefone 3271-1208

Bourbon Shopping Novo Hamburgo: Av. Nações Unidas, 2001 – 2º Piso / Centro de Novo Hamburgo (de segunda a sábado, das 13h às 20h).

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS (sem taxa de conveniência):

Bilheteria do Teatro do Bourbon Country: Av. Túlio de Rose, nº 80 / 2º andar (de segunda a sábado, das 10h às 22h, e domingo e feriado, das 14h às 20h)

No local: somente na data da apresentação, a partir das 14h.

Formas de pagamento: dinheiro, cartões de crédito em uma parcela, débito e vale-cultura.


Continue Lendo...

Beatles na Favela (Teatro do Bourbon Country, Porto Alegre, 26/03/17)


Crédito: Cristiane Moreira / Opus Promoções

Ontem, data em que se comemorou o aniversário de 245 anos de Porto Alegre, dia 26 de março, "Beatles na Favela - O Musical", que está em turnê pelo país desde abril de 2016, chegou, finalmente, à capital gaúcha.

O público lotou as dependências do Teatro do Bourbon Country para assistir a primeira apresentação do projeto na capital. O espetáculo que, teve a duração de quase duas horas, mesclou  música, dança contemporânea e acrobacias, tipo de espetáculo poucas vezes visto por aqui. 

As intervenções dos integrantes do AfroReggae, compostas de bailarinos e artistas circenses, empolgaram. Grupo capitaneado pelo Sargento Pimenta, que além de fazer parte do elenco, é coordenador do AfroCirco.


Crédito: Cristiane Moreira / Opus Promoções
O setlist que contemplou todas as fases do Beatles, composto dos maiores sucessos da banda e clássicos da discografia individual dos britânicos; iniciou com "All You Need Is Love". Veja lista completa no final do texto.

A consagrada banda "All You Need is Love" formada por Sandro Peretto (John Lennon), Felipe Malagutti (Paul McCartney), Henrique Cesarine (George Harrison) e Fábio Carrara (Ringo Starr), contou com o apoio de uma orquestra formada exclusivamente por músicos locais, participação do instrumentista Rico Venerito, tocando sitar indiano, e do maestro Mário Lucio Marques que regeu a orquestra e que também tocou sax tenor e que representa o maestro George Martin, o "quinto Beatle".

Alguém pode estar perguntando o porquê da banda chamar-se "All You Need is Love", entre tantos nomes de músicas dos Beatles existentes. Durante o show um dos integrantes da banda justificou a escolha. "O mundo está precisando muito de amor". Precisa falar mais?

Isso também responde a escolha das músicas que compõem o set da produção. O importante, o que tanto a banda quanto os integrantes do AfroReggae tem como objetivo é a mensagem que querem transmitir as pessoas, e principalmente a mensagem que os Beatles queriam transmitir com suas músicas.

O espetáculo não seguiu o formato de um musical tradicional e as músicas apresentadas não seguiram uma ordem cronológica, mas funcionaram perfeitamente. 

Surgiam num grande telão, projeções dos quarteto de Liverpool, fotos e letras de músicas, de acordo com as músicas interpretadas ao vivo pela banda "All You Need is love". Entre um número e outro, apareciam também vídeos feitos por integrantes do AfroReggae. Tudo se mesclava perfeitamente.

Com arranjos originais, instrumentos vintage, figurinos iguais aos usados pelos Beatles, os gestos, o tom de voz, a fidelidade da voz do músico que cada um representou. Os diálogos em inglês com a plateia, idem, com genuínos sotaques britânicos. Tudo isso proporcionou ao público presente a sensação mais próxima de estar diante dos Fab Four. Não é a toa que o grupo é reconhecido como o maior tributo aos Beatles na América Latina.

Mas os músicos também interagiram em português com os presentes. Como eles mesmos falam, o espetáculo com o passar do tempo teve algumas modificações de acordo com as reações do público durante a turnê. Antes a banda fazia algumas trocas de figurino, e agora não faz mais. O foco do grupo agora é a música. E isso, pelo jeito, está agradando mesmo a plateia, que a cada música executada aplaudia efusivamente os músicos.

Houveram diversos momentos emocionantes ao extremo durante o espetáculo, mas "Something" com o solo de saxofone do maestro Mario Lucio Marques arrebatou a todos. 

A "All You Need Is Love" foi formada em 2010 e hoje em dia mantém da sua formação original apenas um integrante, Sandro Peretto (John Lennon), mas essa formação é tão boa quanto a anterior. Imagino o trabalho que foi selecionar os novos integrantes com tamanha competência.

Antes de encerrar o show o público assistiu um vídeo sobre o Projeto Social AfroReggae, projeto que já contabiliza mais de 20 anos de atuação.

Logo após a banda foi apresentada ao público e foram feitos os agradecimentos à equipe técnica, pra lá de competente, diga-se da passagem, para montar um espetáculo como esse e encerraram a performance com "Hey Jude".

Setlist:
All You Need Is Love
Live And Let Die
Help
A Hard Day's Night
While My Guitar Gently Weeps
Yesterday
In My Life
Michelle
Norwegian Wood
Imagine
Something
Here Comes The Sun
Let It Be
Yellow Submarine
Eleanor Rigby
Blackbird
Because
Come Together
Revolution
I Am The Walrus
My Sweet Lord
Power To The People
Hey Jude

Um espetáculo feito para agradar qualquer idade. E o público que compareceu no Teatro do Bourbon Country foi bem heterogêneo, destaque para a presença de crianças.  Que o bom gosto musical seja perpetuado, pensei.

Em tempo, a acústica do teatro estava perfeita. Digna de um espetáculo que homenageou uma das maiores bandas de todos os tempos.

Parabéns à Opus Promoções e a Carlos Branco, diretor-geral do espetáculo, principalmente pela criatividade e ousadia de montar um espetáculo tão singular.

Leia matéria no Whiplash.Net







Continue Lendo...

The Platters: mais de meio século de rock'n'roll no Teatro do Bourbon County em POA

Grupo volta a Porto Alegre e se apresenta, pela primeira vez, no Teatro do Bourbon Country, no dia 07 de Maio.



Clássicos como "Only You", "The Great Pretender", "You’ll never know", "Smoke gets in your eyes", "My prayer", "Remember When" e "The Magic Touch" estão no repertório do show desse grupo que contabiliza mais de 50 anos de carreira.

The Platters que conquistou fama internacional pelo rock’n’roll da década de 50, vendeu ao longo da carreira mais de 100 milhões de discos e cultiva milhões de fãs pelo mundo, fará mais uma turnê pelo Brasil, com agenda lotada prevista para iniciar em abril, com programação de quase 20 shows.

Os cantores Kevin Carrol, Ronn Howard, B.J. Mitchell e Farah Melanson prometem encantar o público com vozes e timbres diferenciados.

Desde o início dos “Anos Dourados da Música”, na década de 50, o The Platters, tem sido um grupo de grandes canções, que conseguiu obter prestígio no mundo inteiro, além de conquistar milhões e milhões de fãs, tendo como destaque a canção Only You, além de inúmeros outros sucessos que embalaram a vida de várias gerações. Only You foi apenas o início de tantos sucessos, tais como Smoke Gets in Your Eyes, The Great Pretender, The Magic Touch, Remember When, My Prayer, entre muitos outros.

O fundador do grupo PAUL ROBI foi, desde o início, o responsável pela harmonia, arranjos e direção do grupo. Depois de seu falecimento ele foi substituído pelo barítono B.J. MITCHEL, que tem conduzido a banda com altivez e excelência há 41 anos.

O The Platters, tem ainda KEVIN CARROL como lead singer, cuja voz inconfundível emociona a plateia com suas performances, o tenor RONN HOWARD, que se destaca com sua voz suave e sua incrível presença no palco e a soprano FARAH MELANSON, chamada de “Princesa do grupo” com sua voz encantadora, esbanja simpatia e competência.



Fonte: Branco Produções

Leia também no Whiplash.Net
Continue Lendo...

Amy Lee: assista ao clipe de "Speak To Me"


Veja o clipe oficial de "Speak To Me", novo single de Amy Lee, vocalista do Evanescence.

O single faz parte da trilha sonora do filme "Voice From The Stone", dirigido por Eric Howell, que será lançado no próximo dia 24 de Julho.



O clipe foi disponibilizado ontem, dia 23 de março, no canal oficial da cantora no Youtube.



Leia nota no Whiplash.Net
Continue Lendo...

Nivea Viva Jorge Ben Jor: Guantánamo vence concurso e abre o show em POA

Crédito: Ricardo Ricordi

A sexta edição do NIVEA Viva está trazendo uma novidade para envolver ainda mais as pessoas que vão aos shows neste ano. É a ação “Sua Banda no NIVEA Viva”, que visa engajar a participação dos fãs e promover o talento de artistas locais de seis capitais brasileiras pelas quais o projeto irá passar: Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Fortaleza (CE), Recife (RE), Brasília (DF) e São Paulo (SP).

Através do site www.niveavivajorgebenjor.com.br e das redes sociais da NIVEA (Facebook e Twitter) os fãs dessas cidades podem ouvir as músicas e conhecer um pouco mais sobre os artistas. E, por meio de uma batalha de hashtags, uma banda será a escolhida para gravar um vídeo que irá abrir os shows do NIVEA Viva Ben Jor no telão.

A batalha de hashtags para a primeira praça, Porto Alegre, já definiu a banda Guantánamo Groove para abrir o show na cidade, no dia 2 de abril. A Guantánamo Groove faz um som que é fruto da moderna mistura de vertentes, típica da segunda década dos anos 2000, que caminha de olhos e ouvidos atentos pelas ruas de Santa Maria. Daquilo que vê e vivencia nelas, se alimenta para fazer o seu som: urbano, groovado, lírico, sempre discursivo, fazendo eco entre os prédios vistosos e terrenos baldios, comuns ao cenário urbano de qualquer lugar.

Ação inédita em todas as edições, “Sua Banda no NIVEA Viva” tem criação e desenvolvimento da Isobar Brasil, em parceria com o UOL, responsável pela curadoria das bandas e execução do projeto.

“A ação ‘Sua Banda no Nivea Viva’ nasceu para engajar os fãs de Nivea a se sentirem parte do projeto, através de uma batalha de hashtags nas redes sociais, além, é claro, de divulgar talentos locais” conta Andrea Siqueira, Diretora-Executiva de Criação da Isobar Brasil.

Em 2017, a NIVEA reverencia Ben Jor, o rei do suingue e da simpatia, adicionando um balanço irresistível à série que celebra anualmente os principais ícones da música brasileira.  Ele é o astro-mor da sexta edição do projeto NIVEA Viva, ao lado de brilhantes interpretes de outras gerações: Skank e Céu.

 “A Plataforma NIVEA Viva é genuína em sua proposta ao levar ao público, de forma democrática, grandes homenagens à música brasileira e seus interpretes em shows gratuitos”, afirma Tatiana Ponce, vice-presidente de Inovação para Américas e diretora de Marketing da NIVEA Brasil. “Este ano, vamos comemorar a alegria contagiante do povo brasileiro, celebrando Jorge Ben Jor, um cantor e compositor atemporal, cuja obra transita facilmente entre várias gerações”, completa ela.

Mais informações no site www.niveavivajorgebenjor.com.br.

SOBRE O NIVEA VIVA

Em sua primeira edição, realizada em 2012, o projeto NIVEA Viva reverenciou a inesquecível Elis Regina (1945–1982) na voz de sua filha Maria Rita. No ano seguinte, foi a vez de saudar a bossa sempre nova de Antônio Carlos Jobim (1927–1994) através do canto moderno de Vanessa da Mata. Já a terceira edição abriu, em 2014, as comemorações pelo centenário do samba, reunindo Alcione, Diogo Nogueira, Martinho da Vila e Roberta Sá. A quarta edição veio em 2015, com um passeio pelo universo do soul e do funk nacional com a homenagem ao mitológico Tim Maia (1942–1998) prestada por Criolo e Ivete Sangalo. Ao lembrar o rock brasileiro em sua quinta edição, em 2016, com um espetáculo reunindo Nando Reis, Os Paralamas do Sucesso, Paula Toller, Pitty e Marjorie Estiano, a NIVEA reafirmou o compromisso de revitalizar o rico legado da música produzida no Brasil.


Continue Lendo...

Steve Vai em POA: turnê comemora os mais de 25 anos da gravação do “Passion and Warfare”

Crédito: Larry Di Marzi

A capital gaúcha recebe no dia 06 de junho, um dos guitarristas mais aclamados de todos os tempos: Steve Vai. Depois de shows bem-sucedidos na Europa e na América do Norte, o lendário guitarrista traz para Porto Alegre a turnê “Passion and Warfare 25th Anniversary Tour” - que comemora a data de uma das maiores gravações instrumentais de guitarra do rock de todos os tempos. Com produção da Hits Entretenimento e da Abstratti, o espetáculo acontece no Auditório Araújo Vianna.

"A banda é ótima, e todos estamos tocando melhor do que nunca. Esta é uma rara oportunidade de ouvir este álbum em sua totalidade e provavelmente a última vez que alguém terá a chance de ouvi-lo ao vivo novamente. Há uma profunda apreciação em termos a oportunidade de honrar este disco com esta turnê, e estamos sorrindo a todo o momento", conta Steve Vai.

A turnê também contará com um número limitado de pacotes Premium VIP Experience Passion e Warfare EVO, disponíveis para compra somente pelo site do guitarrista: www.vai.com. Através da Experiência EVO, os fãs terão uma rara oportunidade de fazer parte de um encontro exclusivo com Steve, participar de uma sessão privada de perguntas e respostas para os participantes do EVO, assistir à passagem de som, tirar uma foto pessoal com o guitarrista, participar de uma sessão de autógrafos e muito mais.

Serviço:
Steve Vai “Passion and Warfare 25th Anniversary Tour”
Data: 06 de junho (terça-feira)
Horários: 21h
Local: Auditório Araújo Vianna (Av. Osvaldo Aranha, 685 – Farroupilha – Porto Alegre)
Classificação etária: 14 anos

Ingressos
Plateia Gold - R$ 440,00
Plateia Baixa Central - R$ 200,00
Plateia Baixa Lateral - R$ 180,00
Plateia Alta Central - R$ 160,00
Plateia Alta Lateral - R$ 140,00

Venda Online: www.ingressorapido.com.br

Compra por telefone
Call Center: (51) 4003-1212

Pontos de Venda
Bilheteria do Teatro do Bourbon Country (sem taxa de conveniência)
Endereço: Av. Túlio de Rose, 80 SUC, 301 A Passo D’areia.
Horário de atendimento: 14h às 22h de segunda a sábado e domingos das 14h às 20h.

Bilheteria do Auditório Araújo Vianna
Somente em dias de apresentação, a partir das 14h.

Tele Entrega: Ingresso Show
Telefone: (51) 8401-0555
Horário de atendimento: 9h às 19h de segunda à sexta

Rua Coberta - Campus II – Universidade Feevale
Novo Hamburgo ERS-239, número 2755.
Horário de atendimento: das 13h às 21h de segunda a sábado.
Mais informações pelo telefone 3271-1208.

Bourbon Shopping Novo Hamburgo – Quiosque
Av. Nações Unidas, 2001 – 2º Piso / Centro de Novo Hamburgo.
Horário de atendimento: das 12h às 22h de segunda a sábado.

Agência Brocker Turismo - Gramado
Av. das Hortênsias, 1845 - Gramado, RS.
(054) 3286-5405
De segunda a sábado, das 9h às 18h30min, e feriados, das 10h às 15h.

Enviado por Hits Entretenimento
Continue Lendo...

Roger Hodgson: numa performance irretocável, comemora seu aniversário entre gaúchos



Depois de passar por São Paulo, Florianópolis e Vitória, na noite de ontem, dia 21 de março de 2017, a "Breakfast in America Tour" chegou à capital gaúcha.

Roger Hodgson  (violão, teclado, piano, guitarra e voz) subiu ao palco do Pepsi on Stage, exatamente às 21h40, acompanhado por Aaron MacDonald (saxofone, trompete, harmônica, teclados e backing vocals, Kevin Adamson (teclados e backing vocals), David J. Carpenter (baixo e backing vocals) e Bryan Head (bateria).

Antes mesmo de iniciar sua performance o cantor e compositor foi recebido calorosamente pelo público presente que cantou parabéns pelos seus 67 anos de vida completados na data. Fato que se repetiu durante o show. Sim, Porto Alegre não abriu a tour e tampouco a encerrou, mas com certeza, irá ficar marcada na memória desse lenda viva, por esse fato.

O músico muito carismático interagiu com a plateia em inglês, e tentava também interagir
em português, algumas vezes.


Habitualmente, Hodgson, no início dos seus shows pede que pelas próximas horas todos deixem seus problemas do lado de fora, e precisa?

Logo após os primeiros acordes de "Take the Long Way Home", música que de costume o britânico inicia seus shows, faixa do sexto e mais famoso álbum de sua ex-banda que intitula a turnê, não tem como não se entrar em transe, e viajar literalmente no tempo.

Seguida de uma sucessão de hits como "School", "Breakfast in America", "The Logical Song", "Lord it is mine", "Dreamer", "Give a little bit" e por ai vai.



O setlist muito bem elaborado foi composto por sua grande maioria de músicas do Supertramp. Fazendo um apanhado de toda a fase que Hodgson na banda.  Passou, obviamente pelo "Breakfast in America",  mas também contou com músicas  do "Crime of the Century", "Even in the Quietest Moments, "Famous Last Words" e  algumas músicas da carreira solo exitosa de Hodgson.  O set foi muito parecido com seu primeiro show aqui na capital gaùcha, o que não desmerece em nada a sua atuação. Ele mostrou no palco o que todos os presentes queriam assistir, como ele mesmo disse. E outra coisa, aposto que mesmo os privilegiados que assistiram o show debut do britânico em Porto Alegre, se emocionaram como se fosse a primeira vez. Cada vez que um músico interpreta uma música ela soa diferente, ela toca o ouvinte de diferente forma. Concordam? Ouvi um músico falar essa premissa, não me recordo quem, me desculpe o autor, e concordo com a mesma.


O nome da tour, como é domínio público, faz alusão ao álbum auto-intitulado do Supertramp, banda que Hodgson foi um dos fundadores, na qual permaneceu durante 14 anos e que vendeu mais de 60 milhões de cópias, sendo que o "Breakfast in America" foi responsável por 20 milhões desse montante. Em tempo a grande maioria das composições do Supertramp, dessa fase áurea são de autoria dessa lenda que estava diante de nós.

Entre elogios a Porto Alegre, a lenda pede que todos curtam o show, cantem, dancem. E foi o que se viu.



Durante 2 horas quase três mil fãs cantaram e se emocionaram com um dos maiores nomes da história do rock, com um dos maiores letristas do gênero. Foi uma viagem a um tempo que não volta mais, uma época na qual as composições eram feitas com mais esmero, qualidade, e nisso Hodgson é mestre, é hors concours.

O sexagenário músico, abre aspas, que dá show de longevidade em muito jovem, mostrou o porquê  é considerado a voz  e a alma do Supertramp. A sua ex-banda continua na ativa,  mas sem ele não tem a mesma e nunca terá a mesma importância, a mesma expressão, que me desculpe Rick Davies, mas é a mais pura verdade. Sua voz e suas composições fizeram e fazem muita falta ao grupo.



A voz inconfundível de Roger Hodgson e o som também igualmente inconfundível que tira do teclado, do piano, suas marcas registradas, não mudaram com o tempo. Só fizeram melhorar, isso é um fato incontestável. Foi uma apresentação irretocável. A boa música nunca envelhece, é atemporal.

O público que quase encheu as dependências da icônica casa de shows gaúcha era composto por sua maioria por pessoas com 40, 50 anos, público que com certeza acompanhou os primórdios do Supertramp, mas também se via alguns jovens entre os presentes.

Houveram alguns momentos únicos no show como quando ao tocar "Breakfast in América", Hodgson brincou que quando compôs a música pensava em curtir a vida na Califórnia, porém naquela época não conhecia o Brasil; se conhecesse o país como hoje em dia, a música se chamaria Breakfast in Brasil.

Antes de tocar "Death and a Zoo", o músico pegou uma colinha e leu em português algo do tipo: "Se você fosse um animal preferia ser livre ou viver num zoológico? A composição da sua fase solo proporcionou um dos momentos  mais belos do show com  seus arranjos e letra únicos que deixaram os presentes boquiabertos, uma interpretação da banda digna de um "Bravo".

Em tempo, a banda de apoio que acompanha Hodgson é competente ao extremo, retifico, chamar esses exímios músicos, de músicos de apoio chega a ser uma heresia. Além de multi-instrumentistas, os backings vocals de Aaron, Kevin e David soam perfeitos, em total simbiose com Hodgson. Vocais que só o velho e bom progress faz com total maestria.



Já mais para o final do show Aaron MacDonald pega seu saxofone e se despede do público tocando o Parabéns a Você para Hodgson, e desta vez o público cantou em inglês.

Hodgson comentou que foi um dos melhores aniversários de sua vida este comemorado no Pepsi on Stage em Porto Alegre, que teve direito até a um bolo no palco. Era notadamente visível a alegria do músico e algumas vezes era nítida a  surpresa do mesmo, com as demonstrações de afeto dos presentes. Dava para acreditar mesmo nas palavras dele, que ele tem um carinho especial pela cidade.



Infelizmente quando "It's Raining Again" começa a ser tocada, sabe-se que a performance chegou ao seu fim. Hodgson sempre termina seus shows com esse hit, aliás é uma das suas músicas preferidas. Mas esse termo, infelizmente, não cabe num show perfeito como o que presenciamos na noite de ontem. O que se viu ao término da performance foram sorrisos estampados no rosto do público.

O músico despediu-se prometendo retornar o quanto antes para um terceiro encontro com os gaúchos.

A produção da T4F está de parabéns, salvo alguns problemas no som, mas nada que tire o brilho dessa noite memorável.

A turnê continua amanhã (23) em Brasília,  depois segue para Belo Horizonte, no sábado (25), e termina no Rio de Janeiro, no domingo (26).

Agradecimentos à Agência Cigana pelo suporte.








Fotos: Sônia Butelli 

Veja nota no Whiplash.Net
Continue Lendo...