Maestrick: estreiando novo show no Vila Dionísio em Rio Preto

Estreia do novo show do Maestrick "The Trick Side of the Songs...", um tributo aos clássicos do rock e músicas do disco "Unpuzzle!" no próximo dia 20/07 no Vila Dionísio Bar em São José do Rio Preto. 

No evento a banda formada por Fabio Caldeira (Voz, piano e teclados), Renato “Montanha” Somera (Baixo e vocais), Heitor Matos (Bateria e percussão), e  Paulo Pacheco (Guitarra) se apresentará juntamente com Dani Castro e Carol Penhavel (Backing Vocals) e Maurício Lopes (Teclado de apoio).


Serviço:
Maestrick estreiando "The Trick Side of the Songs..."
Local: Vila Dionísio Bar - Rio Preto
End: Av. Bady Bassitt, 3961 - Vila Imperial - São José do Rio Preto - SP
Data: 20/07 (Domingo)
Horário: 22h
Ingressos:
Feminino: R$ 15,00
Masculino: R$ 15,00
Informações: Tel.(17) 3235-4482
Promoção: Na compra de 02 Brahma Extra 600ml, a terceira é cortesia.
(A promoção poderá sofrer alteração dependendo da disponibilidade em estoque.)

Confirme sua presença no Evento.




Links relacionados:


Produtores interessados em contratar o Maestrick devem entrar em contato com Matheus Bertoni (17) 8184-0504 ou Eduardo Campos (17) 8184-0245.
Continue Lendo...

Leviaethan: bate-papo com Flávio Soares

Continuando a série de entrevistas com músicos gaúchos da velha e da nova geração, tive o prazer de entrevistar uma lenda do metal brasileiro, Flávio Soares, vocalista e baixista do Leviaethan.


Rocks: Quando você descobriu que queria ser músico?

Flávio Soares: Começou há muito tempo atrás...(Risos) Sou porto-alegrense mas vivia no interior do estado. Retornei para a capital um pouco antes de completar 12 anos de idade. Não conhecia ninguém. Tenho uma irmã mais velha quase cinco anos, que na época tinha 17 anos, e estava de cabeça nas coisas do rock. Comprava revistas, escutava a Rádio Continental, começava a querer ir a shows. Meu pai não deixava ela ir sozinha, então eu com 12/13 anos comecei a acompanhar ela. E foi assim que comecei a entrar nesse mundo. A gente pegava nossas mesadas e gastava em discos, revistas sobre rock e metal. A principal revista que tinha na época era a Pop.


Rocks: E a primeira banda como surgiu? 

Flávio Soares: Eu já tocava baixo, nos reuníamos na casa de um, na casa de outro amigo pra fazer um som. Quando eu estava no segundo grau e estudava no Colégio Champagnat, formamos uma banda para participar de um festival. Era uma banda de música autoral, se chamava Néctar, e ela foi o embrião de como comecei a tocar.  Nessa banda tinha um guitarrista que veio a ser do Valhala, banda que também gravou o "Rock Garagem" como o Leviaethan. Fazíamos shows em escolas, mas a banda não durou muito tempo.


Rocks: E o Leviaethan como surgiu?

Flávio Soares: A galera na época se reunia na Megaforce e lá conheci um cara que me apresentou para outro cara que queria montar uma banda. Ele procurava um baixista e esse cara que queria formar a banda se tornou o baterista da primeira formação do Leviaethan. Esses dois caras tinham o projeto de criar uma banda que viria a ser o Astaroth, mas eles se desentenderam com o Urso. Ou seja a primeira formação do Leviaethan surgiu do fato do Astaroth não ter saido com a formação digamos inicial. Ambas as bandas são contemporâneas,  partiram de um mesma idéia, embrião. Durante muito tempo tocávamos juntos, fazíamos shows juntos, do "Rock Garagem" as três bandas. Na verdade Leviaethan, Astaroth e Valhala eram as bandas mais heavy metal do "Rock Garagem"... O Leviaethan um pouco mais extremo, o Valhala mais rock 'n' roll e o Astaroth mais heavy metal tradicional. Viajávamos juntos, fazíamos festivais pelo interior.




Rocks: Por que o Leviaethan demorou tanto para lançar seu primeiro LP?


Flávio Soares: O Leviaethan foi formado em 1983 e o nosso primeiro LP foi lançado em 1990. Foram sete anos de mudança de formação, demos, gravações. Mesmo depois de assinarmos com a Rock Brigade Records, se não me engano fomos a primeira banda fora de São Paulo a assinar com a gravadora, sempre fizemos as coisas no nosso tempo, não tínhamos uma urgência, uma pressão, de ter que colocar um LP no mercado. Gravávamos demo para tocar na rádio, tocávamos muito na Rádio Ipanema FM na época. As bandas de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro mal eram formadas e já lançavam LP, nós não.



Rocks: Qual a importância do "Rock Garagem"? 

Flávio Soares: O "Rock Garagem" foi um marco no rock gaúcho, lançou muita banda. Foi um mega projeto idealizado pelo Ricardo Barão, ninguém até então tinha pensado em reunir as bandas de rock do Rio Grande do Sul. O Barão tinha na época um programa na Rádio Ipanema e recebeu o apoio da gravadora ACIT de Caxias do Sul para que o "Rock Garagem" acontecesse. Pra nós ele abriu muitas portas, talvez até por isso tenhamos demorado para lançar nosso primeiro registro. Tocávamos muito nos três estados da região sul do país. Tocávamos muito mesmo... Não era uma coisa normal para uma banda de heavy metal na época, tínhamos shows todos os meses. Recebíamos cachê, ficávamos em hotel 5 estrelas...O Leviaethan ficou conhecido através do "Rock Garagem". O projeto alavancou muito a banda. Na época tocamos até num festival da Antena 1 em Santa Catarina que tinha Made in Brazil, Kiko Zambianchi, o RPM que estava começando a estourar. O "Rock Garagem" é reconhecido até hoje, está fazendo 30 anos esse ano, o Leviaethan é um pouco mais antigo completaremos 31 anos em 2014.


Rocks: Dessas bandas lançadas no "Rock Garagem", quais continuam na ativa?

Flávio Soares: Das bandas que participaram do "Rock Garagem" só o Leviaethan e Os Replicantes que continuam na ativa. O Miranda tem os projetos dele na TV, o Edu K está na ativa também, mas não mais com a banda que ele tinha na época do projeto, a Fluxo.


Rocks: E como você vê a cena? 


Flávio Soares: A cena é cíclica. Estou nesse meio há mais de 30 anos e já vi altos e baixos da cena. Agora podemos dizer que a cena está em alta em se falando de qualidade das bandas existentes, tem muita banda boa. Temos descoberto muitas bandas de qualidade com essa parceria com a gravadora.
Porto Alegre entrou definitivamente para a rota de shows de fora, gringos. Isso por um lado ajuda muito, mas ao mesmo tempo atrapalha muito. É complicado isso, chega a ser quase uma concorrência desleal, tu concorre com bandas que não aparecem toda hora por aqui. O pessoal indo com mais frequência aos shows de bandas gringas também atrapalha as bandas de músicas autorais. As bandas ficam sem espaço para tocar, ficam sem data para tocar, a proximidade dos shows gringos faz com que os shows locais fiquem mais vazios. O canal, como costumo dizer para o pessoal que trabalha comigo, é tocar em outro estado ou tocar no interior. O interior ainda tem essa necessidade. A cena local ainda tem essa necessidade, a opção que temos é focar nesses nichos. Esse problema acontece em todos os estados brasileiros, talvez no norte/ nordeste isso não ocorra tanto por que lá ainda não se tem a mesma frequência de shows de bandas gringas como nas outras regiões. Ao mesmo tempo a agilidade de informação que existe hoje em dia, ter os CDs nas mãos, a facilidade de baixar é um ponto positivo, faz com que o material produzido tenha mais qualidade. Por outro lado, a quantidade de bandas existentes também faz com que a cena fique saturada.



Rocks: Bandas Covers x Bandas Autorais?

Flávio Soares: Eu tenho projeto de banda cover do Motörhead, a Iron Fist RS.  Não sou daqueles que acha que a banda cover tire espaço das autorais totalmente. Em São Paulo, eu até concordo. Lá os donos de bar só estão abrindo para isso, para bandas covers. Aqui ainda não acontece isso, mas já existem locais que estão se fechando para bandas autorais. Essa convivência bandas covers e bandas autorais tem que existir, é uma realidade. A banda autoral tem que ser criativa. Talvez a saída seja mesclar os shows, bandas autorais e covers juntas num mesmo evento. Nos shows da Iron Fist RS temos uma regra, não tocamos nunca num evento só de bandas covers, tem que ter junto uma banda autoral.


Rocks: Novidades?


Flavio Soares: Um dos projetos que estou envolvido é uma parceria com uma gravadora inglesa, a SECRET SERVICE RECORDS que  vai lançar bandas brasileiras no exterior. O Leviaethan vai ser a primeira banda a ser lançada por essa gravadora. A True Metal Press Management está fluindo, até devido a essa parceira que citei com a gravadora inglesa. Vou distribuir o que a gravadora lançar no exterior aqui no país, via co-irmã True Metal Records. Com isso a assessoria está crescendo bastante; queremos ter uma banda em cada estado brasileiro. Claro que até pode acontecer de dentro do cast da gravadora, ter algum estado que venha a ter mais de uma banda. Estou trabalhando atualmente com a M19, uma bandas das "antigas" que voltou, a One of Them, Netherboundb, El Diablo, It's all Red, Matricidium de SC, Revengin do RJ, Sound n Rage de Brasilia e Thunder Spell do Pará, entre outras.


Rocks: Se não me engano o Leviaethan começou a gravar ano passado o novo álbum, correto?

Flávio Soares: Na verdade estamos gravando já faz bastante tempo o novo álbum. Aconteceram várias coisas que adiaram esse lançamento. Músicas que foram perdidas num incêndio no estúdio onde gravávamos, tivemos que regravar tudo novamente, entre outras coisas. Começamos o processo de gravação em 2005 e por "n" motivos até agora não o concluímos. Em 2007 eu me acidentei, rompi os ligamentos e teve uma hora que ficamos de saco cheio disso. Isso até fazia com que perdessemos o foco. Largamos o disco novo "quieto" um tempo. Em 2010 completamos 20 anos do lançamento do primeiro LP, ficamos praticamente 2 anos trabalhando encima dessa data, fazendo shows, tocando o álbum inteiro nos shows. Agora com essa parceria com a gravadora aceleramos o processo um pouco. Até setembro desse ano lançaremos o novo álbum, temos prazo com a gravadora.
O primeiro álbum do Leviaethan relançamos em CD em 2012, o original era em vinil e o segundo estamos relançando agora. Lá fora vai começar ao contrário vai ser relançado primeiro o segundo CD da banda em três formatos: CD normal, CD Digipack e em vinil.


Rocks: De onde veio a ideia de lançar a Cerveja do Leviaethan?

Flávio Soares: A ideia de lançar a cerveja Leviaethan surgiu há muito tempo. Um bom tempo depois de ter a ideia fui num show no Beco e vi uns amigos divulgando a cerveja que eles produziam. Coloquei a ideia pra eles, que toparam na hora.Quando lançamos a cerveja tinhamos a preocupação de que a mesma agradasse tanto um cervejeiro artesanal, que gosta de uma cerveja de qualidade mas ao mesmo tempo agradasse aquele que toma cerveja só pra matar a sua sede. Que está costumado a tomar a Brahma, sua Polar, a sua Skol... É uma cerveja artesanal, forte, tem todas as características de uma cerveja artesanal, mas é uma cerveja palatável. Ela é produzida pela Loeffler Cervejas Artesanais daqui de Porto Alegre. A cerveja do Leviaethan é uma cerveja vermelha, a nomenclatura correta seria uma Red Ale, mas nós resolvemos chamá-la de Blood Ale ( Risos). Voltando ao assunto do relançamento no exterior dos álbuns do Leviaethan. A edição digipack do nosso segundo álbum vai ter uma tiragem de 100 unidades  e vai vir com o CD e com a camiseta com o rótulo da cerveja, que ficou muito legal.


Rocks: E os festivais? O Carnametal?

Flávio Soares: O Carnametal eu idealizei há quatro anos atrás e acabei conseguindo viabilizar o evento no Eclipse Bar. Fazer um evento de 4/5 dias corridos dentro do Carnaval não é uma ideia original, porque já existe em outros lugares, mas aqui em Porto Alegre não tinha, tínhamos essa necessidade.
O pessoal do bar me dá a possibilidade de fazer qualquer loucura lá. (Risos)
O Carnametal  nasceu do True Metal Festival que eu iniciei fazendo num bar na João Pessoa, lá no Guanabara Bar em 2004/2005 e já estamos na décima terceira edição do festival, do True.



Rocks: E o programa "Mundo Metal"?

Flávio Soares: O Mundo Metal foi criado por Gustavo B. Rock, quando ele estava na Ipanema FM em setembro de 2010. Eu assumi o programa em dezembro de 2010. O programa é veiculado na rádio aos domingos à meia-noite e tem duas horas de duração com participação direta do publico através da page do facebook. Atualmente não temos mais como saber qual o publico que está ligado, mas quando tinha medição do IBOPE girava em torno de 8 a 10 mil por minuto. Também tenho um programa às quintas-feiras numa web radio, a Santa Radio (ex Radio Rocker).


Rocks: Agenda da banda?

Flávio Soares: No dia 02 e 03 de agosto iremos participar do "Agosto Negro" em Santa Catarina, daqui de Poa vai a Tequila Baby e a Distraught, além do Leviaethan se apresentar nesse evento. Temos um show em São Borja, não recordo a data agora. Apesar da gente ter que focar no álbum novo, cumprir prazos e tal a gente tem que tocar, mostrar trabalho.



Rocks: Conselho, recado para os leitores do blog , alguns deles querem entrar para o meio, criar sua banda...

Flávio Soares: Conselho pra fazer qualquer atividade : SEJA SEMPRE FIEL A SI MESMO, nunca seja influenciado por A ou por B, nem por grana. Faça aquilo que tu tem vontade, que tu acha que é o correto.


Rocks: Obrigada Flávio por esse bate-papo tão agradável.








Continue Lendo...

Tenente Cascavel: faz show com os clássicos do rock and roll



Para uma banda de rock todos os dias são dedicados à riffs e pentatônicas, mas quando chegamos perto da data de celebração internacional deste gênero musical, a responsabilidade fica maior. Pensando em fazer uma grande homenagem a este ritmo que embala gerações, a banda Tenente Cascavel fará um show que revisita os maiores clássicos do rock. 
A festa acontece nesta quinta-feira (10), às 20h no Teatro Bruno Kiefer da Casa de Cultura Mário Quintana. A entrada é franca e os ingressos podem ser retirados no local. 
A Tenente Cascavel é uma das maiores representantes do rock do Estado. Formada por integrantes das bandas TNT e Cascavelletes, a banda faz um show repleto de hits como Ana Banana, Identidade Zero, Cachorro Louco, Sob um Céu de Blues e O Mundo é Maior que Seu Quarto. Para esta apresentação os caras ainda prepararam um repertório de clássicos que incluem músicas das bandas The Clash, Chuck Berry, Rolling Stones e Beatles. Tá difícil encontrar um show mais cheio de hits do que este, e o resultado é certo: jovens e adultos cantando juntos e relembrando as canções que já fazem parte do imaginário cultural do nosso Estado.

Serviço:
Tenente Cascavel
Data: 10/07 (Quinta-Feira)
End: Rua dos Andradas, 736 -  6º andar- Centro -Poa 
Informações:  (51) 9612-3975 e 3013-7914 
Entrada Franca
*Retirada dos ingressos a partir das 19h no local.


Enviado por Sophia Altreiter
Continue Lendo...

Motörhead: premiere do vídeo de "Lost Woman Blues"



O Motörhead  lançou um vídeo para a música "Lost Woman Blues", gravado ao vivo no The Warfield, em San Francisco no dia 18 de abril de 2014, assista:


A nova versão para "Aftershock", mais recente álbum de estúdio da banda britânica, teve seu lançamento adiado de 29 de julho para 26 de agosto. O motivo, segundo nota oficial, foi um erro de produção. O trabalho terá como bônus um CD de faixas ao vivo registradas em shows deste ano.  O álbum de estúdio teve o tracklist original mantido.

"Aftershock – Tour Edition" track listing:

01. Heartbreaker
02. Coup De Grace
03. Lost Woman Blues
04. End Of Time
05. Do You Believe
06. Death Machine
07. Dust And Glass
08. Going To Mexico
09. Silence When You Speak To Me
10. Crying Shame
11. Queen Of The Damned
12. Knife
13. Keep Your Powder Dry
14. Paralyzed

Bonus Live CD Track Listing:

01. Damage Case
02. Stay Clean
03. I Know How To Die
04. Metropolis
05. Over The Top
06. The Chase Is Better Than The Catch
07. Rock It
08. Lost Woman Blues
09. Doctor Rock
10. Just 'Cos You Got The Power
11. Going To Brazil
12. Killed By Death
13. Ace Of Spades
14. Overkill



Fonte: Blabbermouth.Net


Leia matéria no Whiplash.Net
Continue Lendo...

Faith No More: disponível vídeos de duas músicas inéditas do show em Londres


A banda de rock norte-americana estreou duas músicas novas na apresentação ocorrida na última sexta-feira, dia 04 de julho,  no Hyde Park de Londres, onde está participando de um festival junto ao SOULFLY, SOUNDGARDEN, MOTÖRHEAD e BLACK SABBATH.

FAITH NO MORE tem composto material novo, que deve resultar em um disco inédito, 17 anos depois do lançamento do último trabalho da banda, "Album of the Year" de 1997.

Veja a seguir vídeos disponibilizados por fãs:










Fonte: Blabbermouth.Net

Continue Lendo...

Claustrofobia: relança “PESTE” e apresenta novo hotsite



Desde o começo da sua carreira, há 20 anos atrás, o Claustrofobia é considerado um dos grandes nomes do heavy metal brasileiro. Disco após disco, show após show, o grupo cresceu e desenvolveu uma legião fiel de fãs, que faz questão de mostrar a paixão que sente pelo grupo.
 
E foi justamente pensando nesses fãs, que a banda resolveu relançar “PESTE”, último e bem-sucedido trabalho de Marcus D´Angelo (vocal/guitarra), Alexandre de Orio (guitarra), Daniel Bonfogo (baixo) e Caio D´Angelo (bateria). Este trabalho, que chega ao mercado através da Viabiliza Music e distribuição da Voice Music, terá como bônus, material inédito com a pré-produção de três músicas gravadas por Caio D’Angelo no próprio estúdio dos músicos: “Intruth” (intro), “Peste” e “Alegoria do Sangue”. Outro plus é o polêmico videoclipe para “Bastardos do Brasil”.
 
“PESTE” foi originalmente lançado em 2011 e ficou conhecido por seu som forte e rústico, intenso, cheio de riffs poderosos e letras ácidas. Cantado inteiramente em português, o quinto disco de estúdio reafirmou a importância da banda no cenário nacional.
 
As 10 faixas de “PESTE” tem em seu conteúdo lírico a critica aos manipuladores, a vulgaridade, a influência da televisão, a corrupção, loucuras relacionadas ao povo brasileiro, entre outros assuntos polêmicos. “Bastardos do Brasil”, “Metal Malóka”, “Pinu da Granada”, “Peste”, “Viva”, “Bicho Humano” são grande exemplo disso. A inovação ficou por conta de "Nota 6.66", que contém samba mesclado ao peso do heavy metal, que chocou algumas pessoas que acharam que o CD novo inteiro teria esse ritmo brasileiro.
 
A produção do disco ficou por conta de Ciero, do Da Tribo Estúdio, e renomado na cena por seus excelentes trabalhos com Krisiun, Ratos de Porão, Subtera e Torture Squad. “Thrasher” e “Fulminant”, dois dos álbuns anteriores, também foram produzidos por Ciero. O resultado final é surpreendente, graças à experiência e entrosamento entre banda e produtor.
 
Além disso, o Claustrofobia aproveita o momento para estrear seu mais novo hotsite oficial. Totalmente inovado, o site apresenta design moderno que permite rápida navegação, de fácil acesso, dinâmica e muito mais interativa.
 
O portal promete ser um mecanismo de comunicação eficiente com os internautas, principalmente para quem tem conta nas principais redes sociais. O destaque fica por conta das novas imagens, vídeos exclusivos, as principais notícias, toda a agenda do grupo, além da loja virtual, que traz o tão aguardado novo merchandising, com vários acessórios à venda. Todo o site está em português e inglês.
 
Confira o video clipe para “Bastardos do Brasil”:

 
Neste momento, o Claustrofobia também está finalizando a produção de seu primeiro DVD. O material trará a performance gravada durante o “Peste Fest”, além de várias cenas jamais reveladas nessas duas décadas de estrada. A previsão de lançamento é outubro deste ano.
 
Ao longo de diversas turnês e participações nos mais importantes festivais do Brasil, o grupo continua em evidencia devido às performances devastadoras. Produtores interessados em contratar o espetáculo do Claustrofobia devem entrar em contato através do e-mail contato@claustrofobia.com.br
.
Links relacionados:
 
Próximas divulgações The Ultimate Music PR:
20/07 – Peter Murphy e Wayne Hussey – Carioca Club – SP/SP
20/08 – The Mission – Carioca Club – SP/SP
26/08 - 07/09 – CJ Ramone (ex-baixista dos Ramones)
07/09 – DEATH: DTA – Via Marquês - SP/SP
17-28/09 – Dave Evans (1º vocalista do AC/DC)
04/10 – Exodus – Carioca Club – SP/SP
05/10 – Toxic Holocaust – Clash Club – SP/SP
08/11 – Behemoth – Carioca Club – SP/SP
Mais infos sobre os shows acima, acesse https://www.facebook.com/UltimateMusicPR.





Continue Lendo...

Black Sabbath: mais de 1 milhão de cópias vendidas do "13"

Tony Iommi, guitarrista e membro fundador do  Black Sabbath divulgou na sua page oficial no Facebook a foto abaixo, registrada no backstage do Hyde Park .


"13" o mais recente álbum da banda de heavy metal Black Sabbath vendeu mais de um milhão de cópias em todo o mundo, uma proeza em tempos de download free.

"13" é o  décimo nono álbum da banda britânica e o nono em sua formação com Ozzy Osbourne nos vocais.

O álbum foi o primeiro do grupo desde "Forbidden" de 1995, e o primeiro com a formação original (com exceção do baterista Bill Ward) desde "Never Say Die!" de 1978.

O trabalho começou a ser gravado em agosto de 2012 com Rick Rubin em Los Angeles. Para as gravações, o baterista Brad Wilk (Rage Against the Machine e ex-Audioslave), juntou-se com Ozzy Osbourne, Geezer Butler e Tony Iommi, depois do cofundador Bill Ward ter decidido não participar da reunião

O clipe de “God Is Dead?” já ultrapassa a marca de 5 milhões de visualizações:





Fonte: Tony Iommi

Continue Lendo...

Hayseed Dixie: criadores do "Rockgrass"




Hayseed Dixie é uma banda americana criada  em 2001 com o lançamento do álbum, "A Hillbilly Tribute to AC/DC".

A banda faz uma mistura de covers de hard rock  e composições originais em um estilo que é uma fusão única de bluegrass e música rock, eles são reconhecidos como os criadores do gênero musical "Rockgrass".

O nome da banda é uma brincadeira linguística sobre o nome da banda AC / DC. O projeto foi originalmente chamado de AC / Dixie na primeira prensagem do álbum de estréia, mas respeitosamente atendeu ao pedido de advogados da Sony Music para mudar o nome ou enfrentar um processo por violação de direitos autorais.

Apesar do nome, a banda não concentrou toda a sua obra sobre o trabalho do AC/DC. Ao longo de seus 13 álbuns já lançados o grupo americano homenageia também  grandes hinos do rock’n’roll.

Veja alguns exemplos abaixo.











Desde 2001, a banda já produziu mais 13 álbuns. temáticos no estilo Rockgrass.

Foto: Hayseed Dixie



Leia matéria no Whiplash.net
Continue Lendo...

Dio: caipiras finlandeses fazem versão de "Holy Diver"

STEVE 'N' SEAGULLS, banda finlandesa que recentemente ganhou as manchetes ao lançar uma versão do clássico "The Trooper" do IRON MAIDEN está de volta com uma versão de "Holy Diver" de DIO. Confira os vídeos abaixo.



"Holy Diver" foi lançado originalmente no dia 25 de maio de 1983 e foi aclamado pela crítica como o melhor trabalho de DIO.


Imagem

Fonte: Dio: caipiras finlandeses fazem versão de "Holy Diver" 
Fonte Original: Blabbermouth. Net 
Continue Lendo...

Suicide Silence: premiere do video de "You Can't Stop Me"

O vídeo da música " You Can't Stop Me" da banda de deathcore SUICIDE SILENCE pode ser visto abaixo.
O clipe foi dirigido por Nathan "Karma" Cox, que já trabalhou com o LINKIN PARK, BLACK VEIL BRIDES e MARILYN MANSON entre muitos outros.
"You Can't Stop Me" é a faixa-título do primeiro álbum SUICIDE SILENCE com o novo vocalista Hernan "Eddie" Hermida em substituição a Mitch Lucker.
O CD será lançado no próximo dia 11 de julho na Europa (exceto no Reino Unido, onde chegará no dia 14 de julho) e no dia 15 de Julho na América do Norte via Nuclear Blast Entertainment.
"You Can't Stop Me" standard track listing:
01. M.A.L.
02. Inherit The Crown
03. Cease To Exist
04. Sacred Words
05. Control (feat. George "Corpsegrinder" Fisher)
06. Warrior
07. You Can't Stop Me
08. Monster Within (feat. Greg Puciato)
09. We Have All Had Enough
10. Ending Is The Beginning
11. Don't Die
12. Ouroboros
"You Can't Stop Me" special edition track listing:
01. M.A.L.
02. Inherit The Crown
03. Cease To Exist
04. Sacred Words
05. Control (feat. George "Corpsegrinder" Fisher)
06. Warrior
07. You Can't Stop Me
08. Monster Within (feat. Greg Puciato)
09. We Have All Had Enough
10. Ending Is The Beginning
11. Don't Die
12. Ouroboros
Bonus Tracks:
13. Blue Haze
14. Last Breath (HATEBREED cover)
+ Bonus DVD (featuring studio & touring footage)
"You Can't Stop Me" vinyl track listing:
Lado A:
01. M.A.L.
02. Inherit The Crown
03. Cease To Exist
04. Sacred Words
05. Control (com George "Corpsegrinder" Fisher)
06. Warrior
Lado B:
01. You Can't Stop Me
02. Monster Within (feat. Greg Puciato)
03. We Have All Had Enough
04. Ending Is The Beginning
05. Don't Die
06. Ouroboros
SUICIDE SILENCE 2014 é formado por Hernan "Eddie" Hermida (Vocais), Chris Garza (Guitarra), Mark Heylmun (Guitarra), Alex Lopez (Bateria) e Dan Kenny (Baixo)
Imagem


Fonte: Suicide Silence: premiere do video de "You Can't Stop Me"
Fonte Original: Blabbermouth.Net
Continue Lendo...