Muqueta Na Oreia: apresenta polêmico novo single no programa "Pegadas de Andreas Kisser", na 89 FM, hoje


A banda Muqueta Na Oreia, uma das grandes e surpreendentes revelações do cenário do rock/metal nacional dos últimos tempos, lança, em primeira mão, tão aguardado novo single “Samba de Maria”, no programa “Pegadas de Andreas Kisser”, neste domingo (17/02), a partir das 19h, na 89 FM – A Rádio Rock.

A nova composição de Ramires (vocal/percussão), Bruno Zito (guitarra), Cris (baixo) e Henry (bateria) traz uma sonoridade pesada e promete causar polêmica devido a letra extremamente ácida, que escancara a triste realidade de uma boa parcela da população de baixa renda do Brasil.

A grande curiosidade é a participação especial do Bloco de Carnaval Cachorro de Selva, de Taboão da Serra (SP), do mestre Rodrigo Amaral, que desenvolve oficinas pra comunidade durante todo o ano.

O lançamento oficial de “Samba de Maria” acontece, no próximo dia 20 de março, nas principais plataformas digitais.

O “Pegadas de Andreas Kisser” é um programa de entretenimento, com entrevistas, notícias e uma trilha sonora especialmente selecionada com o melhor do cenário do rock, heavy metal, punk e hardcore mundial. O programa também é transmitido simultaneamente pelo site http://radiorock.uol.com.br.

Após impressionantes e elogiadas apresentações durante as turnês promocionais dos álbuns “Lobisomem em Lua Cheia” (2010) e “Blatta” (2013), o Muqueta na Oreia esteve trancafiado, por um bom tempo em estúdio, para gravar o seu terceiro disco de inéditas.

Sabendo da responsabilidade de superar a excelente repercussão que seus dois primeiros trabalhos conquistaram, o quarteto trabalhou arduamente nas composições deste novo material.

Sempre audaciosos e com muita determinação, o Muqueta Na Oreia vem se destacando no cenário da música independente com muita personalidade e atitude explícita. Apesar de pouco tempo na estrada, o grupo cresceu, ganhou respeito, firmou seu nome e conquistou uma legião de fãs, principalmente após performances devastadoras.




Recentemente, o grupo relançou sua webstore, disponibilizando uma nova linha de merchandising, com vários artigos especiais como novos modelos de camisetas, bermuda, moletom, caneca de cerveja, squeeze, avental, mousepad, bottom, chaveiro, entre outros. Confira todos os itens em http://www.znstore.com.br/merch/muquetanaoreia.

Produtores interessados em contratar a performance do Muqueta Na Oreia devem enviar e-mail para press@theultimatemusic.com.

Links relacionados:
https://www.instagram.com/muquetanaoreia
https://www.facebook.com/MuquetaNaOreia
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR


Enviado por The Ultimate Music Press
Continue Lendo...

Peppino di Capri: em março em POA, no Teatro do Sesi

Peppino di Capri é sinônimo de música italiana romântica de sucesso. Há seis décadas, ele nos brinda com deliciosas canções celebrando o amor, embaladas em belas melodias e arranjos delicados e envolventes. Tem em seu songbook mais de 500 canções, boa parte delas hits inesquecíveis em todos os cantos do planeta. Um verdadeiro craque nessa área!
O cantor e compositor, celebrado mundialmente graças a clássicos como “Roberta” e “Champagne”, entre muitos outros, estará no Brasil em 2019 para apresentar o seu novo show, Peppino di Capri Per Amore, dia 16 de Março em Porto Alegre, no Teatro do Sesi. Mais informações sobre o serviço ao final do texto.
Peppino di Capri sempre atrai um grande número de fãs quando se apresenta no Brasil, onde cantou pela primeira vez em 1961, no Teatro Record. Suas marcas por aqui são shows com lotações sempre esgotadas e o público literalmente inebriado com a intensidade de sua devoção à boa música e ao romantismo.


foto: divulgação
Nascido na Ilha de Capri, Itália, em 27 de julho de 1939 com o nome de batismo Giuseppe Faiella, Peppino di Capri entrou nas paradas de sucesso pela primeira vez em 1958, com a canção “Malatia”. Ele e seu grupo Rockers misturaram a música napolitana de seu país com rock, twist, mambo, jazz e outros ritmos, dando um ar mais jovial e cativante a suas canções.  Com forte influência do roqueiro americano Buddy Holly em seus anos iniciais, incluindo os célebres óculos de armação preta, Peppino começou a se tornar um mito a partir do estouro em 1963 da balada “Roberta”, feita em homenagem à sua primeira esposa. Sua versão para “Let’s Twist Again”, sucesso do americano Chubby Checker, também se tornou campeã de vendas.
Quando os Beatles foram tocar na Itália em 1965, Peppino di Capri e os Rockers se incumbiram de abrir os seus shows em Milão, Gênova e Roma, encarando com classe o desafio de fazer o aquecimento para os Fab Four. De quebra, Capri ainda estourou com versão em italiano de “Girl” (Lennon-McCartney).  A fama do artista se ampliou ainda mais quando passou a participar do célebre Festival de San Remo, o mais importante da música italiana, que foi vencido por ele em 1973 com “Un Grande Amore e Niente Piu” e em 1976 com “Non Io Faccio Pio”. Ele conquistou o Festival de Napoli, em 1970, e participou de mais de 25 festivais.
Em 1973, foi a vez de invadir as paradas mundiais com a balada “Champagne”, um clássico instantâneo, daqueles que se recusa a sair das paradas de sucesso e das programações de rádio, além de regravada por diversos outros intérpretes.  Graças a sua bela voz e a uma presença de palco cativante, Peppino di Capri consolidou sua carreira. Em 1988, lançou o álbum “In Concerto”, gravado ao vivo no ano anterior no mitológico Royal Albert Hall, em Londres, local reservado apenas para os grandes astros da música popular e erudita.Em 1996, fez turnê e gravou um disco ao vivo com outra lenda da música italiana, Fred Bongusto.
Em 2004, foi publicado o livro “Il Sognatore”, escrito por Peppino em parceria com Geo Nocchetti, no qual o cantor conta de forma muito agradável um pouco de sua vida entre o artístico e o privado.  Os anos mais recentes flagram o astro italiano mais ativo do que nunca. No final de 2015, por exemplo, Peppino assina a trilha sonora e atua no filme de Natal de De Laurentiis "Natale Col Boss" (O Natal com o Chefe), no qual interpreta um duplo papel, o de um chefe mafioso e o dele próprio.
No mesmo período, tivemos o álbum "Le Canzoni d'Amore". Todos aqueles que amam músicas falando de amor certamente já devem ter ouvido muitas das faixas contidas neste CD, que traz sucessos deliciosos como “Chiamme Ammore, “Un Grande Amore” e “Niente Più” e “Le Done Amano”. Deleite para o coração.  Para o Natal de 2016, Peppino lançou três novas músicas: “I Miei Capelli Bianchi”, “Anche Se” e “Sogno Di Uma Sera D’Estate”, que estão contidos no álbum "Una Musica Infinita".

Porto Alegre (RS) - sábado, 16 de março, às 21h
Classificação: Livre
Teatro do Sesi (Av. Assis Brasil, 8787, Sarandi - Porto Alegre)

Setor
Valor
Meia-Entrada
Plateia Baixa
R$420,00
R$210,00
Plateia Alta
R$340,00
R$170,00
Mezanino
R$250,00
R$125,00
Mezanino Visão Parcial
R$150,00
R$75,00
Plateia Baixa Vip
R$480,00
R$240,00

- 50% de desconto para sócios do Clube do Assinante RBS somente na estreia – limitado a 100 ingressos e vendas apenas na bilheteria;
- 50% de desconto para titulares dos cartões Zaffari Card e Bourbon Card somente na estreia – limitado a 100 ingressos;
- 10% de desconto para sócios do Clube do Assinante RBS nos demais ingressos;

* Crianças até 24 meses que fiquem sentadas no colo dos pais não pagam
**Descontos não cumulativos a demais promoções e/ ou descontos;
*** Pontos de vendas sujeito à taxa de conveniência;
**** Política de venda de ingressos com desconto: as compras poderão ser realizadas nos canais de vendas oficiais físicos, mediante apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário. Nas compras realizadas pelo site e/ou call center, a comprovação deverá ser feita no ato da retirada do ingresso na bilheteria e no acesso ao auditório;
***** A lei da meia-entrada mudou: agora o benefício é destinado a 40% dos ingressos disponíveis para venda por apresentação. Veja abaixo quem têm direito a meia-entrada e os tipos de comprovações oficiais no Rio Grande do Sul:
- IDOSOS (com idade igual ou superior a 60 anos) mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
- ESTUDANTES mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) nacionalmente padronizada, em modelo único, emitida pela ANPG, UNE, UBES, entidades estaduais e municipais, Diretórios Centrais dos Estudantes, Centros e Diretórios Acadêmicos. Mais informações: www.documentodoestudante.com.br
- PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E ACOMPANHANTES mediante apresentação do cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013. No momento de apresentação, esses documentos deverão estar acompanhados de documento de identidade oficial com foto.
- JOVENS PERTENCENTES A FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA (com idades entre 15 e 29 anos) mediante apresentação da Carteira de Identidade Jovem que será emitida pela Secretaria Nacional de Juventude a partir de 31 de março de 2016, acompanhada de documento de identidade oficial com foto.
- JOVENS COM ATÉ 15 ANOS mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
- APOSENTADOS E/OU PENSIONISTAS DO INSS (que recebem até três salários mínimos) mediante apresentação de documento fornecido pela Federação dos Aposentados e Pensionistas do RS ou outras Associações de Classe devidamente registradas ou filiadas. Válido somente para espetáculos no Teatro do Bourbon Country e Auditório Araújo Vianna.
- DOADORES REGULARES DE SANGUE mediante apresentação de documento oficial válido, expedido pelos hemocentros e bancos de sangue. São considerados doadores regulares a mulher que se submete à coleta pelo menos duas vezes ao ano, e o homem que se submete à coleta três vezes ao ano.
******Caso os documentos necessários não sejam apresentados ou não comprovem a condição do beneficiário no momento da compra e retirada dos ingressos ou acesso ao teatro, será exigido o pagamento do complemento do valor do ingresso.

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS (sujeito à taxa de serviço):
Atendimento: falecom@uhuu.com

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS (sem taxa de serviço):
Bilheteria do Teatro do Bourbon Country: Av. Túlio de Rose, nº 80 / 2º andar (de segunda a
sábado, das 10h às 22h, e domingo e feriado, das 14h às 20h
No local: somente na data da apresentação, a partir das 16h

Formas de pagamento:
Internet: Visa, Master, Diners, Hiper, Elo, American.
Bilheteria: Dinheiro, Visa, Master, Diners, Hiper, Elo, American e Banricompras (débito)

Continue Lendo...

Courtney Barnett: na próxima sexta no Opinião em POA


Courtney Barnett, uma das expoentes da cena independente australiana, irá voltar ao Brasil, no começo de 2019, para uma pequena turnê por aqui. A cantora e guitarrista, que retornou ao topo das paradas indie com o álbum “Tell Me How You Really Feel”, que debutou nas plataformas digitais no primeiro semestre de 2018, irá subir ao palco do Opinião, no dia 22 de fevereiro, para mostrar as principais composições do seu disco mais atual e outros sucessos antigos, que passeiam com facilidade pelo grunge e pelo rock alternativo. Com 31 anos, indicações ao Grammy e presença frequente em todos os grandes festivais de música, Courtney vai colocar todos os seus fãs gaúchos para cantarem junto, ao som das recentes “Nameless, Faceless”  e “Need a Little Time”, ao mesmo tempo em que estará celebrando o legado deixado pelo já clássico “Sometimes I Sit and Think, and Sometimes I Just Sit”, de 2013, através do hit “Pedestrian at Best” e da seminais “History Eraser” e “Avant Gardener”, que bombam até hoje na Internet. Com apenas mais uma data em São Paulo, a tour de Courtney Barnett pelo país tem a realização da plataforma de música Popload.


foto: divulgação

Courtney Barnett é uma das grandes figuras da ótima cena indie australiana atual. Já em 2013, aos 25 anos, a cantora/compositora/guitarrista conquistou a imprensa musical do mundo todo com o lançamento do EP “How to Carve a Carrot into a Rose”, através do seu próprio selo, Milk! Records. O registro, que rapidamente garantiu um contrato com a gravadora norte-americana Mom + Pop Music, colocou o seu nome na lista dos melhores artistas estreantes daquele ano, da revista Rolling Stone e do jornal The New York Times. As letras espirituosas e sobre assuntos mundanos, a voz inconfundível e o jeito verborrágico (e desencanado) de cantar marcaram o seu estilo meio grunge, meio indie rocker.

A trajetória musical de Courtney, no entanto, iniciou em 2006, durante a sua adolescência em Sydney. Depois de se mudar para Melbourne, quatro anos depois, e de integrar as bandas Immigrant Union e The Olivettes, a cantora passou a se dedicar a sua carreira solo em 2012, quando saiu o seu trabalho de estreia individual, o compacto “I’ve Got a Friend Called Emily Ferris”. Na mesma época, os singles “History Eraser” e “Avant Gardener” bombaram tanto que fizeram dela uma atração onipresente em festivais mundo afora, em uma interminável turnê que viajou também pela América do Norte e pela Europa, antes mesmo do primeiro álbum completo de Courtney chegar às lojas e aos serviços de streaming.

Com “Sometimes I Sit and Think, and Sometimes I Just Sit”, lançado em 2015, a jovem artista foi destaque em todas as listas dos melhores discos do ano e chegou a ser indicada ao Grammy, na categoria Melhor Revelação, e ao Brit Awards, na disputa pelo troféu de Melhor Artista Feminina. Aclamado por publicações conceituadas, como NME, Pitchfork, Rolling Stone e Spin, o primeiro álbum de Courtney teve as faixas “Pedestrian at Best” e “Depreston” por diversas semanas nas paradas indie-alternativas, sobretudo na ponta de cima do Top 100 da rádio australiana Triple J. O disco também levou a cantora pela primeira vez ao Brasil, em novembro de 2016, para fazer uma edição lotada do Popload Gig! em São Paulo.

Depois de soltar Lotta Sea Lice”, ao lado de Kurt Vile no ano passado, Courtney voltou, no primeiro semestre 2018, com o seu aguardado segundo trabalho de estúdio. “Tell Me How You Really Feel”, além de atingir o topo das paradas da Austrália e do Reino Unido, chamou a atenção da crítica e dos fãs pela sua sonoridade ainda mais indie-grunge-rock, em que se destacaram os singles “Nameless, Faceless”, “Need a Little Time” e “City Looks Pretty”. O álbum ainda contou com a participação especial das irmãs Kim e Kelley Deal, do The Breeders. Além de cuidar de todos os detalhes dos shows, das gravações e da produção de suas músicas, Cortuney é também que assina a capa de “Tell Me How You Really Feel”.
 

POPLOAD GIG! – COURTNEY BARNETT

Onde:
Opinião (Rua José do Patrocínio, 834)
Quando:
22 de fevereiro, sexta-feira, às 21h
Abertura da casa:
19h30
Classificação:
18 anos

Ingressos:

Lote 1 [ESGOTADO]:
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 60
Inteira: R$ 120

Lote 2:
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 80
Inteira: R$ 160

Lote 3:
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 100
Inteira: R$ 200

** Para o benefício da meia-entrada (50% de desconto), é necessária a apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) na entrada do espetáculo. Os documentos aceitos como válidos estão determinados na Lei Federal 12.933/13.

Clube do Assinante ZH:
50% de desconto para titular do clube

Demais descontos:

* 50% para idosos: Lei Federal 10.741/03 – obrigatória apresentação de identidade ou documento oficial com foto

* 50% para jovens pertencentes a famílias de baixa renda: Lei Federal 12.933/13 – obrigatória apresentação da Carteira de Identidade Jovem e de documento oficial com foto

* 50% para pessoas com deficiência (e acompanhante quando necessário): Lei Federal 12.933/13  – obrigatória apresentação do Cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)

Pontos de venda:

Online (sujeito à cobrança de taxa de conveniência):
www.ticketload.com

Demais pontos de venda (sem taxa de conveniência):
Multisom Andradas 1001
Multisom Bourbon Wallig

Informações:
www.poploadgig.com
www.opiniao.com.br
www.facebook.com/opiniao.produtora
www.twitter.com/opiniao
(51) 3211-2838

Enviado por Paulo Finatto Jr.

Opinião Produtora – Assessoria de Imprensa
Continue Lendo...

Madame Bogardan: lança novo clipe


Para iniciar os trabalhos do ano que marca o lançamento do seu primeiro álbum “Contos”, a banda Madame Bogardan lançou nesta sexta-feira (15/2), o clipe de "Cada Pedacinho", canção do compositor Santiago Neto que ganhou releitura do grupo.

Dando sequência à saga de relatos selvagens e fantásticos do grupo, "Cada Pedacinho" é a segunda parte de um emaranhado de histórias que dão vida ao álbum. Após o clipe de Casa dos Fundos, nos deparamos então com mais um capítulo de #Contos.

"Cada Pedacinho" nos mostra o pior lado dos relacionamentos, onde aborda com ironia as obsessões e psicopatias do ser humano, tudo isso retratado dentro de um universo das HQ’s, onde o sobrenatural e o noir se juntam à música para trazer ao público contos fantásticos ao ritmo de rock and roll.  

Seria uma mistura de Stephen King, Gabriel García Marquez e Talking Heads? Deixe "Cada Pedacinho" te surpreender, tente resolver o mistério e aguarde o próximo capítulo desta banda contadora de histórias!


Ficha Técnica:
Roteiro: Kati Porto e Beto Silva
Direção: Beto Silva
Fotografia e iluminação: Balboa Filmes
Figurino: Beto Silva e Kati Porto
Ator: Diogo Maia
Edição: Madame Bogardan e Balboa Filmes
Gravado em Novembro de 2018Roteiro: Kati Porto e Beto Silva
Direção: Beto Silva
Fotografia e iluminação: Balboa Filmes
Figurino: Beto Silva e Kati Porto
Ator: Diogo Maia
Produção: Marquise 51
Edição: Madame Bogardan e Balboa Filmes
Gravado em Novembro de 2018


Continue Lendo...

Baterista do Stone Sour grava participação especial no novo álbum do Ego Kill Talent nos EUA


Banda celebra visita do baterista Roy Mayorga (Stone Sour) durante gravação nos EUA, ao lado do renomado produtor Steve Evetts – foto: Denis Carrion

Após a ilustre e divertida visita do amigo skatista Bob Burnquist, o Ego Kill Talent, um dos principais representantes do rock brasileiro no exterior, recebeu mais uma grande personalidade, no 606, estúdio de Dave Grohl/Foo Fighters, em Los Angeles (EUA).

À convite do renomado produtor Steve Evetts (The Cure, Dillinger Scape Plan, Sepultura, The Used, Story of The Year, Devil Driver, Everytime I Die, Symphony X), o grupo encontrou com o talentoso Roy Mayorga, baterista da Stone Sour, banda paralela de Corey Taylor, vocalista do Slipknot.

O artista norte-americano iria apenas emprestar um Roland CompuRhythm CR-78, mas gostou tanto da sonoridade de Niper Boaventura (guitarra/baixo), Jean Dolabella (bateria/guitarra), Jonathan Correa (vocal), Raphael Miranda (bateria/baixo) e Theo van der Loo (guitarra/baixo), que acabou programando o sintetizador de bateria dos anos 70 e ocasionando uma inusitada participação especial no segundo disco deles.

Sabendo da responsabilidade em superar toda a excelente repercussão do debut álbum homônimo, o Ego Kill Talent segue firme, forte e focado neste novo trabalho. O público interessado em conferir cenas de bastidores e curiosidades dos músicos em estúdio, podem acessar a página oficial do grupo no Youtube.

Fundado em dezembro de 2014, em São Paulo, o Ego Kill Talent já se apresentou no Rock in RioLollapalooza BrasilLollpalooza ChileDownload MadridDownload ParisRock am Ring, e Graspop, abriu cinco shows de estádio para Foo Fighters e Queens of the Stone Age no Brasil, e dividiu o palco com grandes nomes como Guns N’ RosesOzzy Osbourne e Within Temptation.


                Bob Burnquist acompanha de perto a gravação do novo álbum do Ego Kill Talent


Ego Kill Talent aproveita horas de descanso para se divertir na famosa MegaRampa de Bob Burnquist – fotos: Denis Carrion

 
Links relacionados:
https://www.facebook.com/egokilltalent
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR

Enviado por The Ultimate Music Press









Continue Lendo...

Saxon: promoção para o show em POA

O Rocksblog em parceria com a Abstratti Produtora irá sortear 01 ingresso para o show da banda inglesa Saxon que acontece na capital gaúcha no mês de março.

Veja como participar:

É só compartilhar em modo público, no Facebok ou no twitter, o flyer do evento (abaixo) com a Hashtag #SaxonPOA. O ganhador será divulgado no dia 07 de março nas mídias do Rocksblog.

A apresentação em Porto Alegre ocorrerá no dia 13 de março, quarta-feira, às 21h, no Opinião (Rua José do Patrocínio, 834 - Cidade Baixa)



Continue Lendo...

Marcelo D2: com a turnê do seu disco “AMAR é para os FORTES” em POA

Marcelo D2, um dos nomes mais expressivos da música brasileira, irá fazer a abertura da temporada 2019 do Opinião, no dia 14 de março, com a turnê do seu disco mais recente, chamado “AMAR é para os FORTES”. O disco conceitual, que chegou às lojas e aos serviços de streaming no último mês de setembro, tem chamado a atenção da crítica especializada e também do público, muito por causa da sua proposta inusitada, quase uma opera-rap, sobre a realidade carioca. Abordando temas como a violência e as drogas, até a esperança e o amor, o cantor vai dar destaque, em cima do palco, aos melhores momentos do seu décimo trabalho de estúdio, como são os casos das faixas “Filho de Obá” “Alto da Colina” e “Resistência Cultural”, assim como do single “Febre do Rato” , que virou clipe há duas semanas e já foi assistido mais de um milhão de vezes no Youtube. Além do seu conjunto de composições inéditas, também transformadas em filme www.amareparaosfortes.com, D2 deverá abrir um espaço no show para outros grandes clássicos da sua carreira, indo do rap ao samba e envolvendo toda a plateia gaúcha, do início ao fim do espetáculo.

foto:divulgação
Marcelo Maldonado Gomes Peixoto é o nome de batismo de Marcelo D2, rapper brasileiro, compositor e vocalista da banda Planet Hemp. Ele nasceu em 1967, na zona norte do Rio de Janeiro, e sempre gostou de samba, funk e black music. Trabalhou como entregador de jornal, office boy, porteiro, servente de botequim, faxineiro e camelô de muambas do Paraguai. Junto a alguns amigos, editou um fanzine sobre skate, em que apresentava também algumas poesias, entre elas “Futuro do País”, que mais tarde seria musicada e incluída no primeiro disco do Planet Hemp.

A fama nacional surgiu em 1995, com o disco de estreia do Planet, intitulado “Usuário”. O trabalho mostrou, pela primeira vez, as virtudes de um autêntico hip hop made in Brazil. O som era pesado, cercado de brasilidade, carioquice e com letras que discutiam a legalização da maconha. O segundo trabalho do grupo, “Os Cães Ladram mas a Caravana Não Para”, de 1997, já continha uma abordagem mais social e política, além da mistura de ritmos e influências. O último álbum do Planet naquele giro foi “Eu Tiro Onda”, lançado em 1998.

Iniciando a sua carreira solo, D2 soltou, em 2003, o celebrado “A Procura da Batida Perfeita”, uma verdadeira mistura de samba e hip hop. Na sua casa, em Laranjeiras, fundou o estúdio Casa do Caralho, no qual foram gravados alguns dos seus discos e a coletânea “Marcelo D2 apresenta o Hip Hop Rio”, com a participação de diversos nomes da nova geração do cenário carioca.

Entre os seus dois primeiros trabalhos individuais, o Planet Hemp voltou à ativa e lançou, em 2000, “A Invasão do Sagaz Homem Fumaça” e “MTV Ao Vivo: Planet Hemp”, no ano seguinte. No auge da sua criatividade e investindo cada vez mais na sua carreira de compositor, o cantor gravou em 2004 um CD e um DVD acústico pela MTV e o seu terceiro álbum de inéditas, “Meu Samba é Assim”, que chegou às lojas em 2006 e consolidou de maneira definitiva o seu nome na história música brasileira, indo do samba ao hip hop.

O carisma singular, a ginga e as rimas irreverentes fizeram de D2 uma das figuras mais polêmicas da sua geração. Responsável pela reformulação do rock nacional, o músico experimentou scratches e percussão em discos que também foram lançados na Europa, nos Estados Unidos e na Ásia. Fora do país, Marcelo já fez cinco turnês e subiu ao palco dos maiores festivais do Velho Mundo, como o Womex Montreux e o Reading Festival. Já em 2008, D2 lançou “A Arte do Barulho” e, em 2013, o nono trabalho da sua carreira, chamado “Nada Pode Me Parar”. O álbum mais recente do rapper, chamado “AMAR é para os FORTES”, saiu em setembro de 2018.
 

MARCELO D2

Onde:
Opinião (Rua José do Patrocínio, 834)
Quando:
14 de março, quinta-feira, a partir das 23h
Abertura da casa:
21h30
Classificação:
16 anos

Ingressos:

Lote 1:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 45
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 40
Inteira: R$ 80

Lote 2:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 55
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 50
Inteira: R$ 100

Lote 3:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 65
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 60
Inteira: R$ 120

Lote 4:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 75
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 70
Inteira: R$ 140

* Os alimentos deverão ser entregues no Opinião, no momento da entrada ao evento.

** Para o benefício da meia-entrada (50% de desconto), é necessária a apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) na entrada do espetáculo. Os documentos aceitos como válidos estão determinados na Lei Federal 12.933/13.

Demais descontos:

* 50% para idosos: Lei Federal 10.741/03 – obrigatória apresentação de identidade ou documento oficial com foto.

* 50% para jovens pertencentes a famílias de baixa renda: Lei Federal 12.933/13 – obrigatória apresentação da Carteira de Identidade Jovem e de documento oficial com foto.

* 50% para pessoas com deficiência (e acompanhante quando necessário): Lei Federal 12.933/13  – obrigatória apresentação do Cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Pontos de venda:

Bilheteria oficial (sem taxa de conveniência – somente em dinheiro): 
Multisom Bourbon Wallig

Demais pontos de venda (sujeito à cobrança de R$ 5 de taxa de conveniência – somente em dinheiro):
Multisom Porto Alegre: Shopping Praia de Belas, Iguatemi, Bourbon Ipiranga, Barra Shopping Sul, Shopping Total e Andradas 1001
Multisom Região Metropolitana: Bourbon São Leopoldo, Bourbon Novo Hamburgo, Park Shopping Canoas e Canoas Shopping

Online: www.blueticket.com.br/grupo/opiniao

Informações:
www.opiniao.com.br
www.facebook.com/opiniao.produtora
www.twitter.com/opiniao
(51) 3211-2838

Enviado por Paulo Finatto Jr.

Opinião Produtora – Assessoria de Imprensa
Continue Lendo...