Concerto da Primavera: no Auditório Araújo Vianna no próximo domingo

Publicado em: segunda-feira, 19 de setembro de 2016
MINISTÉRIO DA CULTURA e GRUPO ZAFFARI apresentam

CONCERTOS COMUNITÁRIOS – ANO 29

CONCERTO DA PRIMAVERA

Orquestra Unisinos Anchieta e quarteto de saxofones do grupo argentino Cuatro Vientos apresentam espetáculo com entrada franca no Auditório Araújo Vianna dia 25 de setembro com os solistas Carlos Rodriguez, Flávio Leite e Rose Carvalho


Crédito: Lucas Saporiti

A série Concertos Comunitários realiza mais uma edição do Concerto da Primaveradia 25 de setembro, às 18h, no Auditório Araújo Vianna. Com patrocínio do Grupo Zaffari e realização da Opus Promoções e do Ministério da Cultura, o concerto teráentrada franca. A apresentação, com regência do maestro Evandro Matté, terá participação da Orquestra Unisinos Anchieta com o quarteto de saxofones do grupo argentino Cuatro Vientos e os solistas Carlos RodriguesFlávio Leite e Rose Carvalho. No espetáculo, os músicos interpretarão obras de RossiniAstor Piazzola eCarlos Gardel, além de adaptações de temas de BeethovenVivaldiBachMozart,Tchaikovsky  e Verdi.

Os ingressos podem ser retirados antecipadamente na bilheteria do Teatro do Bourbon Country e nas lojas Zaffari Higienópolis e das ruas Fernandes Vieira, Marechal Floriano e Lima e Silva. No dia da apresentação, se ainda houver tickets disponíveis, também haverá distribuição uma hora antes do espetáculo na bilheteria do Auditório Araújo Vianna. Confira o serviço completo abaixo.

Evandro Matté | Regente
É diretor artístico e maestro da Orquestra Unisinos Anchieta; diretor artístico e maestro da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre e diretor artístico do Festival Internacional SESC de Música, que acontece em Pelotas. Realizou sua formação musical na UFRGS, na University of Georgia (EUA) e no Conservatoire de Bordeaux (FRA). Trompetista da Ospa desde 1990, é também coordenador cultural da Unisinos.  Esteve à frente de orquestras do Uruguai, EUA, Argentina, França, China, República Checa e Alemanha. É coordenador do Show Musical Anchieta e do projeto social Vida com Arte, que atende 250 crianças, proporcionando inclusão social através da música. É pós-graduado em Gestão Empresarial.

Carlos Rodriguez | Barítono
Radicado na Europa de 1997 a 2003, graduou-se e se pós-graduou nos cursos de Performance em Ópera e Música de Câmara no Conservatório Superior de Música de Maastricht, na Holanda, e Stage Training for Opera Singers no Jeker Opera Studio, Holanda. Em 1999, foi semifinalista do Concurso Internacional de Canto Mozart em Salzburg, na Áustria, e, em 2003, ganhou o terceiro prêmio no Concurso Internacional de Canto Bidú Sayão, em Belém do Pará. Na Europa, cantou em diversas óperas, destacando-se A Flauta Mágica (Papageno), de W. A. Mozart; e Carmen (Dancaïre), de G. Bizet. No Brasil, destacam-se Carmen (Dancaïre), no Theatro da Paz, em Belém do Pará; Rigoletto (Marullo) e Un Ballo in Maschera (Silvano) ambas de G. Verdi, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Em Porto Alegre, Bastien und Bastiène (Collas) e Così Fan Tutte (Guglielmo), todas de W. A. Mozart, no Theatro São Pedro; e A Boiúna (Tiago), de W. S. Portoalegre – estreia mundial da obra –, no antigo Teatro da OSPA. Em 2005, foi fundador da Escola de Ópera da Orquestra Sinfônica de Sergipe, orientando e coordenando solistas locais na preparação de performances. Em 2006, ao lado da Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro, sob a regência de Antônio Carlos Borges Cunha, fez a estreia mundial da obra Recorrências, de Flávio Oliveira, composta especialmente para sua voz. Em 2007, foi o curador da área de canto lírico no StudioClio. Em 2012, sob a regência de Thiago Flores, foi solista do concerto de abertura da temporada oficial da OSPA, o qual marcou o início das obras da sala sinfônica desta orquestra. Em 2013, sob a regência de Evandro Matté, interpretou Papageno em A Flauta Mágica, na montagem da Orquestra UNISINOS, no Theatro São Pedro. Em agosto de 2014, cantou Angelotti na Tosca da OSPA, no Theatro São Pedro, sob a regência de Enrique Ricci (Argentina) e Sharpless em Madama Butterfly, com a Orquestra Filarmônica da PUCRS, sob a regência de Mario Perusso (Argentina). Em 2015, foi solista ao lado de Bibi Ferreira do Concerto do Dia das Mães, na série Concertos Comunitários Zaffari, sob a regência de Evandro Matté com a Orquestra Unisinos Anchieta, no Auditório Araújo Vianna.

Flávio Leite | Tenor
Pós-graduado pelo Conservatório Superior del Liceu, em Barcelona, o tenor gaúcho tem se firmado como um dos mais atuantes e versáteis cantores líricos brasileiros. Presença frequente nas principais casas de espetáculo brasileiras, como Theatro Municipal de São Paulo, Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Palácio das Artes, Teatro Amazonas, Theatro da Paz, Theatro São Pedro de São Paulo e de Porto Alegre, acumula ampla experiência em títulos que vão desde Il Combattimento di Tancredi e Clorinda de Monteverdi à Lulu de Alban Berg, passando por Iphigenie en Tauride, Fidelio, A Flauta Mágica, Cosi Fan Tutte, Don Giovanni, O Barbeiro de Sevilha, Cenerentola, La Fille du Regiment, Rita, Romeo et Juliette, A Viúva Alegre, Turandot, Maria Golovin, Diálogo das Carmelitas, Ariadne auf Naxos, A Raposinha Astuta, Rei Roger, entre outras, com especial apelo   às obras do século XX e estreias mundiais, acumulando mais de 50 papéis em repertório. Desenvolve ainda ampla atividade como solista em oratórios e obras sinfônicas como Magnificat e Oratório de Natal de Bach, Messias de Händel, A Criação de Haydn, Nona Sinfonia de Beethoven, Stabat Mater e Petite Messe Solennelle de Rossini, Messa di Gloria de Puccini, Carmina Burana de Orff e Le Roi David de Honegger com as principais orquestras brasileiras.

Rose Carvalho | Mezzo-soprano
Natural de Porto Alegre, a mezzo-soprano Rose Carvalho iniciou seus estudos no canto lírico sob a orientação da professora Gisa Volkmann. Participou de cursos e masterclasses ministrados por profissionais como: Carlo Colombara (Itália), Ana María González (Espanha), Laura de Souza (RS), Claudio Ribeiro (RS), entre outros. Tem se destacado como solista em concertos na capital e interior do estado do RS com as orquestras Fundação Cultural de Feliz,  SESI/FUNDARTE, Orquestra Sinfônica da UCS, Orquestra Unisinos Anchieta e Orquestra Sinfônica de Porto Alegre.  Atuou como solista na temporada 2013 das Quintas Sinfônicas em Caxias do Sul, dando vida a Cigana Candela de El amor brujo, de Manuel de Falla, com a Orquestra Sinfônica da UCS, sob regência de Manfredo Schmiedt.  Cantou, também como solista, o Magnificat de Bach, com a Orquestra Unisinos Anchieta, sob regência de Evandro Matté. Participa como solista do Projeto Vésperas (Secretaria do Estado da Cultura), cantando as seguintes obras: Vesperae Solennes de Confessore  e Missa Brevis de Mozart de Mozart, Gloria e Stabat Mater de Vivaldi. Atualmente, estuda canto lírico com o barítono Carlos Rodriguez.

Cuatro Vientos
Fundado em 1988, Cuatro Vientos é o mais importante quarteto de saxofones da Argentina. Seu excelente nível musical é reforçado com situações teatrais, toques de humor e coreografia. Desde a sua criação tem oferecido espetáculos numerosos e variados para todos os tipos de público. Os seus integrantes fizeram parte de reconhecidas orquestras sinfônicas, grupos de rock and roll e de jazz, tais como a Orquesta Nacional de Música Argentina “Juan de Dios Filiberto”, a banda de Andrés Calamaro, “Los Abuelos de la Nada”, Gustavo Cerati, Osvaldo Piro, Julieta Benegas, “Santa María Jazz Band”, o “Grupo Comedia”; esta riqueza individual se percebe quando Cuatro Vientos sobe ao palco. A história de Cuatro Vientos tem inúmeros prêmios, incluindo o prêmio ACE de melhor espetáculo por "La Tempestad" (1997), o Prêmio “Estrella de Mar” de Melhor Conjunto Musical (1996) por "Música pa´tirar al techo" e o Primeiro Prêmio da IIIº Competição Metropolitana de espetáculos para crianças por "Cuatro Vientos y el Saxo Mágico" (1994). Em 2001-2002, foram encantando crianças e adultos com "Pobrecitos los Tramposos", bem como "Alma de Saxofón", uma deliciosa diversidade da música local e estrangeira, que inclui composições próprias, dos Beatles, de Gismonti e de Piazzolla, em interpretações invariavelmente impecáveis ​​e inovadoras. Seguido de "Sudestada" (2006), "Música en movimiento" (2008), "Payasos em banda" (2010) e "Un concierto Inolvidable" (2012). "Lo Mejor de Cuatro Vientos, Música em Movimiento” Teatro ND de 2014. Em nível internacional, Cuatro Vientos tem participado com grande sucesso dos seguintes festivais: Festival Internacional Teatro Expressão Ibérica (Porto, Portugal. 2002), Festival Internacional de Teatro de Caracas (Venezuela, 2000), Festival Internacional de Artes de San José (Costa Rica, 2000), Festival Teatralia (Madrid, Espanha. 1999), Festival Internacional Buenos Aires Tango (Argentina, 1998), Festival Internacional Latino-americano de Teatro de Miami (Estados Unidos, 1998) e do Festival Internacional SESC de Música de Pelotas (Brasil, 2012), entre outros. Na área de ensino, o grupo tem realizado seminários e oficinas para orquestras juvenis e sociais da Argentina, assim como no Paraguai, para a orquestra da “Fundacion Sonidos de la Tierra”, dirigida pelo maestro Luis Zaran. Cuatro Vientos tem uma discografia importante no mercado, e o compacto "Alma do Saxofón" conta com enriquecedoras contribuições de Les Luthiers, Chango Spassiuk e Gerardo Flach do Brasil. Também participaram em produções anteriores: Andrés Calamaro, Bob Telson, e Lalo Mir.


Orquestra Unisinos Anchieta
Regência: Evandro Matté

Violinos
Brigitta Calloni
Fabrício Basso
Gabriel Correa
Gean Veiga
Geraldo Moori
Helena Nunes
Iris Andrade
Kauê Trojan
Leonardo Bock
Rodrigo Maciel
Rosane Benício
Silvane Guerra | Spalla
Silvio Souza

Violas
André Meneghello
Velitchka Filipova
Naila Cristina D. da Silva
Maria F. Canabarro
Tiago Neske

Violoncelos
Diego S. Biasibetti                         
Douglas Araujo
Filip Filipov
Gabriela Bock
                                                        
Contrabaixos                                                             
Márcio Fisch
Fábio Alves

Flautas
Leonardo Winter
Fabiane Oliveira

Oboés
Viktória Tatour
Anelise Kindel


Fagotes
Siarhei Faminou
Flavio Moraes

Clarinetes
Marcelo Piraino
Juliana Correia

Trompas
Israel Oliveira
Nadabe Tomás

Trompetes
Tiago Linck
Jaime Freiberger

Trombone
Juliana Villalba

Percussão
Douglas Gutjahr
Jorge Matte

Produção: Cinara Beineke, David Castro, Fábio Kremer e Katielle Hendler
Secretaria executiva: Ana Cristina Froner


SERVIÇO
CONCERTO DA PRIMAVERA
Dia 25 de setembro
Domingo, às 18h
Auditório Araújo Vianna (Av. Osvaldo Aranha, 685 – Parque Farroupilha – Porto Alegre)

ENTRADA FRANCA MEDIANTE RETIRADA DE INGRESSOS

Pontos de retirada de ingressos:
Bilheteria do Teatro do Bourbon Country: (de segunda a sábado, das 14h às 22h, e domingos e feriados, das 14h às 20h)
Zaffari da Rua Fernandes Vieira (de segunda a sábado, das 8h às 22h)
Zaffari da Rua Marechal Floriano (de segunda à sábado, das 8h às 22h)
Zaffari Higienópolis (de segunda à sábado, das 7h30 às 24h)
Zaffari da RuaLima e Silva (de segunda a sábado, das 8h às 23h)

Máximo 2 vouchers por pessoa.
Vouchers limitados conforme lotação da casa.

MINISTÉRIO DA CULTURA e GRUPO ZAFFARI apresentam
Lei Federal de Incentivo à Cultura
Apoio: Clube do Assinante Zero Hora
Patrocínio: Zaffari, Tramontina, Bourbon Shopping e CIELO
Realização: Opus, Ministério da Cultura e Governo Federal, Brasil, Ordem e Progresso


0 comentários:

Postar um comentário