DEAD FISH – 25 ANOS: dia 19 de junho no Opinião em POA

Publicado em: quinta-feira, 2 de junho de 2016


Crédito: Guilherme Fernandez

O Dead Fish, a maior banda de hardcore do Brasil, voltará ao Opinião, no dia 19 de junho, para comemorar 25 de anos de carreira. A turnê de aniversário, que ainda vai virar um DVD ao vivo, colocará o grupo mais uma vez no nosso palco, para fazer uma grande compilação de todos os seus discos, que incluem os clássicos “Sonho Médio”, “Zero e Um” e o mais recente “Vitória”, lançado de forma totalmente independente – via crowdfunding – em 2015. O quarteto capixaba, conhecido por suas apresentações cheias de energia e pelo seu discurso político e social bastante forte, vai reunir os gaúchos, mais uma vez, para bater cabeça e colocar um dedo na consciência, ao som das rápidas e agressivas “Asfalto”, “Queda Livre”, “Paz Verde”, “Proprietários do Terceiro Mundo”, “Afasia” e “Vitória", cujo videoclipe foi lançado no ano passado e já soma quase 300 mil acessos até agora.

        
2016 é um ano importante para o Dead Fish. A banda de hardcore formada em Vitória, no Espírito Santo, comemora 25 anos da sua trajetória, repleta de conquistas. E tudo começou quando, no início dos anos 90, cinco amigos se reuniram para formar uma banda. A ideia era andar de skate e tocar covers de bandas já consagradas no punk rock internacional. Das versões de Bad Brains, Dead Kennedys e Ramones, o grupo passou a compor as suas próprias músicas e a fazer os seus primeiros shows.

Consagrada como uma das principais bandas de hardcore do Brasil por seu discurso político, o Dead Fish costuma abordar, na maioria de suas letras, a saúde e a educação pública, além de denunciar, sem meios termos, a desigualdade, a desonestidade, o preconceito, a hipocrisia e a violência no país. Com quatro anos e duas demos, apareceu a oportunidade de assinar com uma gravadora, lançando, em 1998, o seu primeiro álbum. Contrariando as expectativas de qualquer disco independente, “Sirva-se” vendeu mais de 10 mil cópias em apenas um ano de divulgação.

Em seguida, a banda montou, em 1999, a Terceiro Mundo Produções Fonográficas, que deu vida aos próximos três trabalhos: “Sonho Médio”, que entrou para a história do hardcore nacional; “Afasia” e “Ao Vivo”, uma compilação de seus três primeiros discos, gravado num show em São Paulo. Em 2003, pela gravadora Deck, o Dead Fish gravou “Zero e Um”, seu quarto disco, lançado em 2004. Em 2006, surgiu um novo disco, intitulado “Um Homem Só”. E com o apoio dos fãs, em projeto de financiamento coletivo, o Dead Fish bateu, em 2014, um dos maiores recordes da plataforma Catarse e lançou, no ano seguinte, “Vitória”.

O ano em que a banda comemora 25 anos de toda essa trajetória já começou com o pé direito, com uma tour pelo Chile, passando por cidades como Coquimbo, Santiago, Talca e Valparaíso. Ainda 2016, a banda pretende excursionar por todo o país e tem planos também de gravar um novo DVD, também comemorativo pelo aniversário. A gravação, ainda no papel, deverá ocorrer em um final de semana de agosto, em São Paulo.

DEAD FISH – 25 ANOS

Onde:
Opinião (Rua José do Patrocínio, 834)
Quando:
19 de junho, domingo, às 19h
Abertura da casa:
17h30
Classificação:
14 anos

Ingressos:

Lote 1:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 45
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 40
Inteira: R$ 80

Lote 2:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 55
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 50
Inteira: R$ 100

Lote 3:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 65
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 60
Inteira: R$ 120

Lote 4:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 75
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 70
Inteira: R$ 140

* Os alimentos deverão ser entregues no Opinião, no momento da entrada ao evento.

** Para o benefício da meia-entrada (50% de desconto), é necessária a apresentação da carteira de estudante na entrada do espetáculo. Os documentos aceitos como válidos estão determinados no artigo 4º da Lei Estadual 14.612/14.

Pontos de venda:

Bilheteria oficial (sem taxa de conveniência):
Youcom Bourbon Wallig

Demais pontos de venda (sujeito à cobrança de R$ 5 de taxa de conveniência):
Youcom Shopping Praia de Belas, Iguatemi, Bourbon Ipiranga, Barra Shopping Sul, Bourbon Novo Hamburgo e Canoas Shopping
Multisom Andradas 1001 e Bourbon São Leopoldo


Informações:


0 comentários:

Postar um comentário