32ª Edição da Feira do Livro de Canoas: Dias e Noites culturais ( Evento realizará mais de 160 atividades gratuitas)

Publicado em: quarta-feira, 22 de junho de 2016
Maria Bethânia encerrará a mostra com recital no Teatro do SESC
 Crédito: João Millet Meirelles


32ª edição da Feira do Livro de Canoas, que começa neste sábado, dia 25 de junho, não é feita apenas por obras impressas, mas por toda a vida que orbita em seu entorno: a comunidade, a música, o teatro, os pensadores (brasileiros e estrangeiros), adultos e crianças. É com esse espírito, da convergência cultural e com leitores de diferentes cidades, que os 5,2 mil metros quadrados localizados entre a Praça da Bandeira e o Largo da Praça ganharão novos e intensos dias e noites culturais. Serão 15 dias e cerca de 160 atividades gratuitas realizadas até 9 de julho.

A cidade irá receber, por exemplo, o encontro de escritores estrangeiros expondo suas visões e histórias brasileiras, como o português Gonçalo Tavares, o holandês Arthur Japin e o chileno Vladimir Safatle. Nesta edição, houve reforço de presenças internacionais na cidade, mas os autores e artistas nacionais têm igual presença e importância. Com música e poesia, Maria BethâniaArnaldo Antunes e Jorge Mautner com Jards Macalé integram o elenco brasileiro desta edição – além de Eduardo Bueno (Peninha) e Luiz Gonzaga Belluzzo, professor titular do Instituto de Economia da Unicamp.

Há também nomes importantes da literatura gaúcha. O Estado começa bem representado pela homenageada Martha Medeiros e segue com outras ilustres mulheres das letras, Lya Luft e Paula Teitelbaum, além da jovem e talentosa canoense Luísa Geisler. O município,  por sinal, separou muitos espaços destinados a diferentes artistas locais, mediadores, contadores de histórias, músicos e poetas. Tudo sob o olhar atento da patrona, a teóloga Maria Rigo, de 80 anos, uma das fundadoras da Casa do Poeta de Canoas, formadora de escritores e leitores, e até hoje uma aprendiz, como acadêmica do curso de Letras.

A formação de novos leitores, um dos focos da Feira do Livro de Canoas, terá como estimuladores um dos mestres da literatura infantil, Pedro Bandeira; e o gaúcho André Neves, que tem seus autógrafos disputados pela gurizada. No teatro, um dos destaques é a obra de dança contemporânea Não me toque, estou cheia de lágrimas, inspirada em Clarice Lispector, em cujos escritos o inglês Benjamin Moser, que também estará na feira, é especialista e tradutor. Mais uma vez, é a convergência da literatura se encontrado em Canoas.

Serão duas semanas de intensa e proveitosa movimentação cultural, que conta com patrocínios e apoios de Zaffari,CorsanBanrisul e Petrobrás. A Feira do Livro de Canoas também comemora nesta edição a manutenção da parceria com a Flip – Festa Literária Internacional de Paraty. É uma festa literária para moradores da cidade e vizinhos.

A 32EDIÇÃO DA FEIRA DO LIVRO DE CANOAS EM NÚMEROS

160 diferentes atividades;
30 bancas de editoras, livrarias e distribuidoras;
300 mil pessoas devem circular pelo evento;
25 mil livros devem ser comercializados no período;
A feira conta com sete diferentes espaços (auditório, café literário, espaço infantil, biblioteca, bancas, BiblioSESC e Caminhão do SESI) espalhados por 5,2 mil metros quadrados entre o Largo e Praça da Bandeira.


OITO MULHERES SÃO DESTAQUE NO EVENTO

Oito autoras, de diferentes estilos e idades, estão representando a poesia, o romance, a crônica e outros escritos na Feira do Livro de Canoas. A homenagem às mulheres está presente do começo ao fim do evento, literalmente. A valorização da escrita feminina começa pela patrona, Maria Rigo, de 80 anos, segue com Martha Medeiros como homenageada, e encerra com as composições e o canto de Maria Bethânia. Na rota feminina da literatura haverá ainda a análise sensata e clássica de Lya Luft e escritoras que ainda estão construindo sua estrada, como a jovem Luisa Geisler. O foco feminino ainda tem a contemporaneidade de Paula Taitelbaum, o texto e a boa prosa de Ana Mariano e o lançamento de Tania FaillaceBeco da Velha.


AUTORES INTERNACIONAIS MOSTRAM SEUS OLHARES ESTRANGEIROS SOBRE O BRASIL

Eles nasceram além mar, mas têm suas vidas literárias intimamente ligadas ao nosso país. Assim se pode descrever dois dos principais autores internacionais que estarão desembarcando na cidade. Pela Praça da Bandeira e peloLargo da Praça estarão o inglês Benjamin Moser e o holandês Arthur Japin. Um encontro imperdível de visões e história brasileira.

Moser se notabilizou pela divulgação da obra de Clarice Lispector no mundo e agora virá para a Feira do Livro de Canoas autografar sua mais recente obra, Autoimperialismo (editora Planeta), que trata da cultura e da história brasileira a partir da arquitetura. Moser é um estrangeiro dos mais engajados, atualmente, com a cultura verde-amarela. No Brasil, atua como crítico cultural e é um intelectual engajado em causas como a nova lei brasileira de biografias.

Outro pensador internacional que direciona suas letras para o Brasil aterrissa em Canoas para desenterrar parte da história de um personagem nosso, mas  desconhecida da grande maioria dos brasileiros. Japin está lançando O Homem com Asas (editora Planeta), que recompõe a personalidade de Alberto Santos-Dumont a partir de um episódio quase esquecido em seu próprio país: o roubo de seu coração pelo médico-legista encarregado de embalsamá-lo.

A agenda estrangeira traz ainda ao Estado Vladimir Safatle, de Santiago, Chile, atualmente filósofo e professor livre-docente da Universidade de São Paulo; e Gonçalo Tavares, da Angola, que está entre os recebedores de alguns dos mais importantes prêmios culturais de nosso idioma: o Portugal Telecom e o Prêmio José Saramago.



A MÚSICA SE APRESENTA NAS PÁGINAS DA FEIRA DO LIVRO DE CANOAS

Ele sempre esteve nos palcos, compondo e cantando, mas também passou boa parte da vida escrevendo livros. E é para mostrar sua forte veia literária que Arnaldo Antunes estará na edição deste ano da Feira do Livro de Canoas. A música, diga-se de passagem, será parte constante do evento, em diferentes vozes e tendências.

Arnaldo Antunes autografará seus muitos livros (sim, vários, especialmente de poemas), no dia 3 de julho. Aos desavisados, é bom saber que leitores sempre foram alvo do cantor e compositor. Vem dos anos 80, com a produção de livros artesanalmente, a ligação de Arnaldo Antunes com os livros. E dali não parou mais, intercalando anos de maior e de menor produção. Em 2011 chegou a ser indicado ao 53ª Prêmio Jabuti de Literatura, na categoria poesia, com o livro N.D.A (editora Iluminuras). E de outros bons músicos ele estará acompanhado.

No dia 30 de junho, os cariocas Jorge Mautner e Jards Macalé executam canções tradicionais da história musical brasileira. E, ao final do evento, no dia 9 de julho, Maria Bethânia sintetizará toda essa união, entre discos e livros com seu show de encerramento, o Recital Caderno de Poesias, no Teatro do SESC.


TEATRO ADULTO HOMENAGEIA GRANDES NOMES DA LITERATURA BRASILEIRA

Três grandes nomes da literatura brasileira serão homenageados com peças teatrais durante a 32a edição da Feira do Livro de Canoas. O evento contará com um repertório cênico que remete ao universo baiano de Jorge Amado, à singularidade de Clarice Lispector e ao lirismo de Caio Fernando Abreu.

A programação inicia já no primeiro dia da mostra literária com apresentação de Dona Flor e Seus Dois Maridos, às 20h, no Teatro do SESC. A montagem dirigida por Zé Adão Barbosa mostra o triangulo amoroso criado por Jorge Amado em interpretações de Kaya RodriguesTom Peres e Cassiano Ranzolin. No dia seguinte, 26 de junho, às 16h, também no Teatro do SESC, a GEDA Companhia de Dança Contemporânea mostra Não me toque, estou cheia de lágrimas, espetáculo de dança baseada na personalidade e na obra de Clarice Lispector.

As vastas publicações de Caio Fernando Abreu serão lembradas no recital Caio em Construção, que terá apresentação dia 5 de julho, às 19h30, no Auditório da Praça da Bandeira. Com roteiro e participação da atrizDeborah Finocchiario e do produtor musical Fernando Ramos, o projeto é baseado nos livros Morangos Mofados,Ovelhas Negras e O Ovo Apunhalado, nas crônicas de Pequenas Epifanias e em trechos de Caio Fernando Abreu: cartas. Após a sessão, ainda haverá um bate-papo sobre o autor.


VETERANOS E JOVENS DA LITERATURA INFANTIL ESTARÃO REUNIDOS NA FEIRA

A Feira do Livro reunirá na cidade desde o veterano e mestre da literatura infanto-juvenil Pedro Bandeira ao jovem e empolgado André Neves. Além desses dois importantes nomes da literatura destinada a crianças e jovens adolescentes, outros escritores como Marô BarbieriCláudio LevitanMônika Papescu e Ninfa Parreiras também estarão na Praça da Bandeira, autografando e conversando com os leitores. A Feira também abre espaço para atividades mais performáticas, nas intervenções artístico-poéticas de Kalunga – compositor, cantor, animador cultural e tradicional presença no evento.

O roteiro das crianças também inclui atividades teatrais onde há novamente a presença de Pedro Bandeira, mas desta vez de forma indireta, com a peça É Proibido Miar, inspirada em um livro do autor que será encenada pela MA Companhia, sob direção de Débora Meir. Outra atração cênica estará a cargo do grupo Tribu de Arteiros com o projeto Trilha Literária, que encena clássicos da literatura infantil.

No Espaço Infantil também serão narradas muitas, mas muitas histórias, por diferentes contadores, que cada um, com sua interpretação, apresenta obras próprias ou de outros autores. E para leitores de gibis e revistas, a  feira terá espaço e horário para colecionadores e leitores fazerem suas buscas e trocas.


VEJA BIOGRAFIAS E PERFIS DOS PRINCIPAIS AUTORES QUE PARTICIPAM DO EVENTO

MARIA RIGO
Dia 25 de junho, às 18h
Na abertura da Feira do Livro de Canoas
Dia 2 de julho, das 14h às 18h
No 7o encontro da Casa dos Poetas do Brasil no Auditório da Praça da Bandeira
Maria Rigo é formada em Teologia e atualmente, aos 80 anos, é acadêmica de Letras no Unilasalle. Reconhecida pelo trabalho junto à Casa do Poeta (que em 2002 ajudou a fundar e onde é presidente de honra), é uma ativa incentivadora da leitura. Mediadora do Programa Cidadania e Leitura do Proler na cidade, ajudou dezenas de moradores a estrearem na carreira e lançarem seus primeiros escritos. Se empenhou em publicar coletâneas com escritores locais, muitos inéditos, e movimentar o cenário das letras no município com saraus, encontros e caravanas culturais.­­­ Entre outras atividades, é cônsul em Canoas dos Poetas Del Mundo, sócia da Casa do Poeta Riograndense e Casa do Poeta Latinoamericana.

LYA LUFT
Dia 27 de junho, às 19h30
Palestra no Auditório da Praça da Bandeira
Lya Luft Nasceu em Santa Cruz do Sul, onde a maioria das crianças falava alemão. Depois estudou em Porto Alegre, onde se formou em pedagogia e letras anglo-germânicas. Traduziu para o português mais de cem livros, incluindo obras de Virginia Wolf, Reiner Maria Rilke, Hermann Hesse, Doris Lessing, Günter Grass e Thomas Mann. Seus primeiros poemas foram reunidos no livro Canções de Limiar (1964). Em 1972, lançou o livro de poemas Flauta Doce. Em 1976, escreveu alguns contos e enviou para Pedro Paulo Sena Madureira, que era então editor da Nova Fronteira. A ficção entrou em sua vida dois anos depois de um acidente automobilístico quase fatal em 1979. Como se sentiu próxima da morte, diz a autora que começou a fazer tudo que evitava. Primeiro foi o lançamento de As Parceiras, em 1980, e depois A Asa Esquerda do Anjo, em 1981. Em 1982, publicou Reunião de Família e, em 1984, outros dois livros: O Quarto Fechado (lançado nos EUA sob o título The Island of the Dead) e Mulher no Palco. Em 1987, lançou Exílio; em 1989, o livro de poemas O Lado Fatal, e em 1996, o premiado O Rio do Meio (ensaios). Em 1997, em Secreta Mirada, discorreu sobre temas como a vida, a morte, o medo da perda, o amor e a maturidade. Em 1999, a escritora lançou o livro O Ponto Cego. No ano 2000, Mar de dentro e Histórias do tempo e, em 2003, tornou-se uma best-seller com Perdas e ganhos. Em 2008, publicou O Silêncio dos Amantes, volume de contos.

PAULA TAITELBAUM
Dia 28 de junho, às 9h
Palestra sobre o livro Bichológicos no Auditório da Praça da Bandeira
Paula Taitelbaum é um bicho chamado escritor, que se alimenta de palavras. Mas que de vez em quando se transforma em uma outra espécie, conhecida como ilustradora, do tipo que cria as imagens que acompanham as histórias. Suas ilustrações são sempre feitas com colagens porque Paula sabe recortar e colar melhor do que desenhar. Para crianças, além de Bichológicos, ela também escreveu o livro Palavra vai, palavra vem. Em que país Paula mora? No Brasil, em Porto Alegre, com sua família e mais uma bela gata viralata, é lógico.  

EDUARDO BUENO (PENINHA)
Dia 28 de junho, às 10h
Palestra sobre o relançamento do livro A Viagem do Descobrimento mediada por Daniel Weller no Auditório da Praça da Bandeira
Autor da coleção Terra Brasilis (que está sendo relançada pela editora Sextante) – sobre a história colonial do Brasil –, tornou-se um dos maiores fenômenos editoriais do país em todos os tempos, uma vez que os três primeiros volumes da coleção (A Viagem do DescobrimentoNáufragos, Traficantes e Degredados e Capitães do Brasil) venderam quase um milhão de exemplares, fato até então inédito na área de História. Bueno tornou-se o primeiro autor brasileiro a possuir quatro títulos entre os cinco primeiros nas listas de mais vendidos dos principais jornais e revistas do país. Nos últimos quinze anos, escreveu 29 livros, editou mais de 200 títulos, de autores brasileiros e estrangeiros, tendo colaborado com algumas das principais editoras brasileiras, como L&PM, Brasiliense e Companhia das Letras, entre outras. Foi escolhido pela revista Istoé, em 1984, o melhor editor de livros do ano no Brasil.

PEDRO BANDEIRA
Dia 29 de junho, às 9h e às 14h
Encontro com o escritor no Auditório da Praça da Bandeira
Pedro Bandeira de Luna Filho nasceu em Santos dia 9 de março de 1942. É um escritor brasileiro de livros infanto-juvenis. Recebeu vários prêmios, como o Prêmio APCA, da Associação Paulista de Críticos de Arte, e o Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro. Atualmente, é o autor de literatura juvenil mais vendido no Brasil, com mais de 23 milhões de exemplares vendidos. Como especialista em letramento e técnicas especiais de leitura, profere conferências para professores em todo o país. É autor da série Os Karas, de O Fantástico Mistério de Feiurinha e deA Marca de uma Lágrima, entre mais de 80 títulos já publicados.

MARTHA MEDEIROS
Dia 28 de junho, às 19h30
Palestra com mediação de Luciano Alabarse no Auditório da Praça da Bandeira
Martha Medeiros nasceu em Porto Alegre no dia 20 de agosto de 1961. É formada em Comunicação Social. Fez sua carreira na área de publicidade e propaganda. Trabalhou em agências de propaganda nos setores de criação e redação. Em 1985, publicou seu primeiro livro de poesias, Strip-Tease. Depois, lançou Meia Noite e Um Quarto (1987) e Persona Non Grata (1991). Em 1993, abandonando a carreira publicitária, mudou-se para o Chile, onde permaneceu por nove meses se dedicando à poesia. Entre outros livros, também publicou: De Cara Lavada (1995),Geração Bivolt (1995), seu primeiro livro de crônicas, Santiago do Chile (1996), Topless (1997) que recebeu o Prêmio Açorianos de Literatura, e Trem Bala (1997), que foi adaptado para o teatro. Seu romance Divã (2002) foi adaptado para o cinema e para uma minissérie para a TV. Entre outras obras, Martha escreveu um livro infantil Esquisita Como Eu (2004). Como jornalista, escreve crônicas para o jornal Zero Hora e colabora para outras publicações.

VLADIMIR SAFATLE
Dia 29 de junho, às 19h30
Palestra com mediação de Moisés Mendes, no Auditório da Praça da Bandeira
Vladimir  Safatle nasceu em 1973, em Santiago, Chile. É um filósofo e professor livre-docente da Universidade de São Paulo. Notabilizou-se ao grande público sobre tudo por sua atividade como colunista no jornal Folha de S. Paulo. Em suas obras, propõe uma releitura da tradição dialética por meio da teoria psicanalítica e Jacques Lacam, além da reformulação de categorias clássicas do pensamento marxista, como fetichismo, crítica e reconhecimento. É um dos responsáveis pela publicação de um importante estudo sobre a ditadura militar e suas ramificações no presente, intitulado O que resta da ditadura: a exceção brasileira (Boitempo, 2010). Publicou também contribuições à filosofia da música, à crítica da cultura e à teoria psicanalítica. Assinou ainda a introdução à tradução brasileira da obra Bem-vindo ao deserto do real! (2003), do filósofo esloveno Slavoi Zizek.

LUISA GEISLER
Dia 30 de junho, às 15h
Palestra no Auditório da Praça da Bandeira
Luisa Dalla Valle Geisler é natural de Canoas. Em 2010, aos 19 anos, ganhou o Prêmio SESC de Literatura na categoria Conto pelo seu livro de estreia, Contos de Mentira, que também foi finalista do Prêmio Jabuti. No ano seguinte, venceu o prêmio de melhor romance com Quiçá. É autora de Luzes de emergência se acenderão automaticamente. Em 2012, foi incluída na antologia Os melhores jovens escritores brasileiros, editada pela revista Granta. Foi a mais jovem autora selecionada para a coleção.

JORGE MAUTNER E JARDS MACALÉ
Dia 30 de junho, às 19h30
Palestra mediada por Francisco Dalcol e pocket show com os dois artistas no Auditório da Praça da Bandeira
Jorge Mautner vive dias de trabalho intenso. Leitor contumaz, o escritor, compositor e cantor cumpre uma agenda repleta de shows, gravações e projetos que reforçam a sua poética, música e pensamento singular. Atualmente, trilha um rico caminho de pura brasilidade – da amálgama do Brasil universal de José Bonifácio e de Joaquim Nabuco à literatura, poesia, filosofia, ciência, música, militância política, passando pela Mitologia do Kaos (com K), Jesus de Nazaré e os tambores do Candomblé. Ao longo da carreira, lançou 14 discos entre 1966 e 2007 – sendo regravado por artistas fundamentais da música brasileira como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa, Chico Science e Nação Zumbi.

Jards Macalé, cantor, compositor, orquestrador e irrepreensível violonista, está com tudo e não está prosa. Com uma agenda atribulada de apresentações invariavelmente lotadas, nos últimos anos vem atraindo um público mais jovem, muito interessado no frescor e sofisticação de sua obra. Também tem sido reverenciado pela nova geração, em disco e no cinema. Um de seus maiores sucessos, Vapor Barato (dele e Waly Salomão) – que estourou na voz de Gal Costa nos anos 1970 e faz parte da trilha sonora do filme Terra Estrangeira (1996), de Walter Salles – foi regravado com novo arranjo pelo grupo O Rappa. Seus álbuns estão de volta ao mercado remasterizados. O antológico Só Morto foi reeditado pelo selo Discobertas, reunindo no CD as faixas do compacto duplo de 1969, que gravou com o grupo Soma – Soluços, O crime, Só morto (Burning night) e Sem essa – e outras dez faixas registradas ao vivo entre 1970 e 1973, incluindo Gotham City, que assina com Capinam e defendeu no IV Festival Internacional da Canção (1969). 

TANIA FAILLACE
Dia 1o de julho, às 16h
Lançamento da obra Beco da Velha no Café Literário
Tania Jamardo Faillace é gaúcha, de Porto Alegre. Tem seis livros ficcionais publicados e participou de mais de 20 antologias de contos brasileiros no Brasil e Exterior. Teve uma peça encenada em 1978, Ivone e Sua Família, por Luciano Alabarse, em Porto Alegre, no Teatro de Arena.  A mesma peça recebeu menção honrosa no concurso do Teatro Opinião, do Rio, sendo objeto de uma leitura dramática naquele teatro, em 1971. Sua temática literária deslocou-se, com o tempo, do intimismo às questões sociais, onde a experiência jornalística foi fundamental. De 1976 a 1994, (com uma interrupção de 5 anos, dedicada às militâncias sociais e políticas do período da pré e pós-democratização), empenhou-se na pesquisa e construção de Beco da Velha, romance épico e popular sobre o período dos anos 70 no Brasil e América Latina.

LUIZ GONZAGA BELLUZZO
Dia 1o de julho, às 19h30
Palestra O declínio do arranjo global dos anos 80 ao lado de Marcos Antônio Bósio com mediação Juremir Machado da Silva, no Auditório da Praça da Bandeira
Luiz Gonzaga Belluzzo é professor titular do Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Foi secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda (1985-1987) e de Ciência e Tecnologia de São Paulo (1988-1990). É formado em Direito e Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (USP), pós-graduado em Desenvolvimento Econômico pela Comissão Econômica para América Latina e Caribe (Cepal) e doutor em economia pela Unicamp. Fundador da Facamp e conselheiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), é autor dos livros Os Antecedentes da TormentaEnsaios sobre o Capitalismo no Século XX, e coautor deDepois da Queda, Luta Pela Sobrevivência da Moeda Nacional, entre outros. Em 2001, foi incluído entre os cem maiores economistas heterodoxos do século XX no Biographical Dictionary of Dissenting Economists. Em 2005, recebeu o Prêmio Intelectual do Ano (Prêmio Juca Pato).

ARNALDO ANTUNES
Dia 3 de julho, às 16h
Encontro com o autor, músico e compositor, no Auditório da Praça da Bandeira
Arnaldo Antunes nasceu em São Paulo, em 1960. Integrou o grupo Titãs, com o qual gravou sete discos. Em carreira solo desde 1992, já lançou os discos Nome (também em DVD, com animações de Arnaldo, Celia Catunda, Kiko Mistrorigo e Zaba Moreau), NinguémO SilêncioUm SomO Corpo (trilha para dança), ParadeiroSaibaQualquer,Ao Vivo no Estúdio (também em DVD), Iê Iê IêAo Vivo Lá em CasaAcústico MTV, e Disco, além de Tribalistas (com Marisa Monte e Carlinhos Brown), Pequeno Cidadão (com Edgard Scandurra, Taciana Barros e Antonio Pinto), A Curva da Cintura (com Edgard Scandurra e Toumani Diabaté). Tem vários livros publicados no Brasil, entre eles Psia(Editora Expressão, 1986; Editora Iluminuras, 1991), Tudos (Editora Iluminuras, 1990), As Coisas (Editora Iluminuras, 1992, prêmio Jabuti de poesia), 2 ou + corpos no mesmo espaço (Editora Perspectiva, 1997), 40 Escritos (ensaios, Editora Iluminuras, 2000), Palavra Desordem (Editora Iluminuras, 2002), ET Eu Tu (com imagens de Márcia Xavier, Editora Cosac Naif, prêmio Jabuti de projeto gráfico, 2003), Como É Que Chama o Nome Disso (antologia, Editora Publifolha, 2006), N.D.A. (Editora Iluminuras, 2010) e Outros 40 (ensaios, Editora Iluminuras, 2014). 

GONÇALO TAVARES
Dia 4 de julho, às 19h30
Palestra com mediação de Reginaldo Pujol Filho, no Auditório da Praça da Bandeira
Dia 5 de julho, às 9h
Autor ministrará oficina de Escrita e Imaginação na Casa das Artes Villa Mimosa
Nascido em Luanda, na Angola, recebeu os mais importantes Prêmios em Língua Portuguesa: o Portugal Telecom 2007; o Prêmio José Saramago 2005 e o Prêmio LER/Millennium BCP 2004 com o romance Jerusalém (Caminho); o Prêmio Branquinho da Fonseca, da Fundação Calouste Gulbenkian e do Jornal Expresso, com o livro O Senhor Valéry(Caminho); o Prêmio Revelação de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores com Investigações; e o Grande Prêmio de Conto da Associação Portuguesa de Escritores Camilo Castelo Branco com Água, Cão, Cavalo, Cabeça(Caminho). Na Itália, ganhou o X Prémio Internacional Trieste 2008,  com Uma menina que está perdida no seu século a procura do pai, 2014 (Companhia das Letras). Na oficina Escrita e Imaginação, que o autor ministrará na Casa das Artes Villa Mimosa, serão feitos exercícios práticos de aplicação de alguns conceitos de linguagem.

ANA MARIANO
Dia 7 de julho, às 9h
Palestra no Auditório da Praça da Bandeira sobre o livro Atado de Ervas
Nascida em Porto Alegre, passou a infância no interior de São Borja. Formou-se em direito pela UFRGS. Tem poemas, contos e ensaios publicados em revistas literárias e antologias como Antologia dos contistas bissextos (org. Sergio Faraco. L&PM), 100 Autores que você precisa ler, (org. Léa Masina, L&PM). Publicou em 2006 o livro de poemas Olhos de cadela (L&PM), finalista do Prêmio Açorianos. Em 2011 foi finalista do premio Fato Literário realização do Grupo RBS. Seu romance Atado de ervas (L&PM 2011) foi finalista do Prêmio São Paulo de Literatura – Melhor livro do ano Autor Estreante. Em 2016 está lançando seu segundo romance: Pra amanhecer ontem.

ARTHUR JAPIN
Dia 7 de julho, às 19h
Palestra com mediação de Fernando Ramos, no Auditório da Praça da Bandeira
Nascido em Haarlem, na Holanda, em 1956. É conhecido em seu país pelos mergulhos literários na mente de personalidades de diferentes tempos e contextos históricos. Foi assim em The Two Hearts of Kwasi Boachi (1997), que romanceia a vida de um príncipe da Costa do Ouro africana que é levado à força para a Europa; ou em Os olhos de Lúcia (Companhia das Letras, 2007), narrado pela única namorada de Casanova que o abandonou. Japin vem ao Brasil  para lançar O homem com Asas (Planeta), que recompõe a personalidade de Alberto Santos-Dumont a partir de um episódio quase esquecido em seu próprio país: o roubo de seu coração pelo médico-legista encarregado de embalsamá-lo.

BENJAMIN MOSER
Dia 7 de julho, às 20h
Palestra com mediação de Claudia Laitano, no Auditório da Praça da Bandeira
Nasceu em Housten, nos Estados Unidos em 1976. Cursou o ensino médio no Texas e na França antes de se formar em licenciatura em história pela Universidade Brown. Obteve seu doutorado e PhD pela Universidade Utrech. Fluente em seis idiomas, o autor já publicou várias traduções literárias. Desde o seu primeiro livro publicado – a biografia Clarice – o americano  intervém no debate cultural brasileiro e divulga a cultura do país na Europa e nos Estados Unidos. Moser deu nova projeção internacional à obra de Clarice Lispector ao organizar a reedição, em traduções premiadas, de seus romances e contos. No Brasil, atua como crítico cultural e intelectual engajado em causas como a nova lei brasileira de biografias ou a Ocupação Estelita, no Recife. O autor vem à Feira do Livro de Canoas lançar Todos os contos de Clarice, pela editora Rocco, e os ensaios de Autoimperialismo, da editora Planeta, que tratam da cultura e da história brasileira a partir de questões de arquitetura. Ele também prepara uma biografia da escritora americana Susan Sontag, a ser lançada em inglês no final de 2017.

MARIA BETHÂNIA
Dia 9 de julho, às 20h
Recital Caderno de Poesias no Teatro do SESC
(Para assistir ao espetáculo, é necessário retirar senhas antecipadas dia 8 de julho, a partir das 12h, no Auditório da Praça da Bandeira)
Maria Bethânia Vianna Telles Velloso, mais conhecida como Maria Bethânia, é cantora e compositora, nascida em Santo Amaro, na Bahia. Ao mudar-se para o Rio de Janeiro, em 1965, iniciou sua carreira musical substituindo a cantora Nara Leão no espetáculo Opinião. No mesmo ano assinou contrato com a gravadora RCA e lançou seu homônimo álbum de estreia. Com cerca de 26 milhões de discos vendidos, é considerada por muitos uma das maiores cantoras da história do Brasil. Entre os muitos prêmios adquiridos ao longo da carreira, foi a maior vencedora do Prêmio da Musica Brasileira, e nos seus 50 anos de carreira, celebrados em 2015, foi a grande homenageada da 26° edição do PMB no Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Convidada por uma historiadora a participar de um projeto da Universidade Federal de Minas Gerais em 2009, Bethânia escolheu seus poemas preferidos e declamou para os alunos. Desse evento surgiu a ideia do espetáculo Bethânia e as Palavras, que rodou o Brasil e Portugal. Em 2015 lançou o livro Caderno de Poesias com todas as poesias escolhidas, além de textos de próprio punho.


SAIBA MAIS SOBRE AS ATRAÇÕES TEATRAIS

DONA FLOR E SEUS DOIS MARIDOS
Dia 25 de junho, às 20h, no Teatro do SESC
(Para assistir, é necessário retirar senhas no dia do espetáculo, a partir das 18h, no Teatro do SESC)
A obra-prima de Jorge Amado Dona Flor e Seus dois Maridos, além do triângulo amoroso, descreve a vida noturna da cidade de Salvador, seus cassinos e cabarés, a culinária baiana, os ritos do candomblé e o convívio entre políticos, doutores, poetas, prostitutas e malandros. A narrativa faz um retrato inventivo e bem-humorado das ambiguidades  que marcam  o Brasil, país dividido entre o compromisso e o prazer, a alegria e a seriedade, o trabalho e a malandragem.Canções populares e pontos de candomblé permeiam todo o espetáculo interpretadas por Flor, por Vadinho em suas serenatas, pelos amigos nos botecos e cabarés, pela cantora do Cassino e pelas amigas de Flor. A montagem tem direção musical de Simone Rasslan e Álvaro  RosaCosta, com canções garimpadas do domínio público e músicas criadas especialmente para o espetáculo por Álvaro  RosaCosta.

NÃO ME TOQUE, ESTOU CHEIA DE LÁGRIMAS – SENSAÇÕES DE CLARICE LISPECTOR
Dia 26 de junho, às 16h, no Teatro do SESC
(Para assistir, é necessário retirar senhas no dia do espetáculo, a partir das 13h, no Teatro do SESC)
É uma obra coreográfica de dança contemporânea apresentada baseada na personalidade de Clarice Lispector, escritora nascida na Ucrânia e considerada brasileira pelo público e pela sua própria declaração. A singularidade dos seus livros e sua prosa e os movimentos que ela executou na vida desde o nascimento até a morte provoca a concepção desta obra solo que enfatiza a perturbação e inquietação desta mulher paradoxal, sombria e corajosa. Sua intimidade com as palavras refletiu a necessidade de se expressar em uma moldura gestual, ora sofisticada ora impregnada de mágoas e reflexões sobre a vida. “Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania, depende de quando e como você me vê passar”, escreveu Clarice Lispector.

CAIO EM CONSTRUÇÃO
Dia 5 de julho, às 19h30, no Auditório da Praça da Bandeira
(Para assistir, é necessário retirar senhas no dia do espetáculo, a partir das 17h30, no Auditório da Praça da Bandeira)
Caio  em  Construção  é um projeto híbrido, literalmente em construção, que reúne vários artistas de diferentes áreas para apresentar parte do vasto universo ficcional, lírico e existencial de Caio Fernando Abreu. No formato de recital ou performática leitura sonora, são expostos pontos de vista e ideias do autor através de palavras, gestos, fragmentos e músicas. A apresentação é seguida de bate-papo entre o público, que tem como tema central a obra do autor, oportunizando o compartilhamento de experiências, o exercício do pensamento artístico,  bem  como  o  estreitamento  da  relação  público-artista.


SERVIÇO
32FEIRA DO LIVRO DE CANOAS
De 25 de junho a 9 de julho
Praça da Bandeira e Largo da Praça (Centro – Canoas/ RS)
ENTRADA FRANCA

RETIRADA DE SENHAS
Para espetáculos teatrais e o recital de Maria Bethânia, é necessário retirar senhas antecipadamente, conforme as instruções a seguir:

TEATRO
Dona Flor e Seus Dois Maridos – Retirada de senhas no dia do espetáculo, 25 de junho, a partir das 18h, no Teatro do SESC;
Não me toque, estou cheia de lágrimas – Retirada de senhas no dia do espetáculo, 26 de junho, a partir das 13h, no Teatro do SESC;
Caio em Construção – Retirada de senhas no dia do espetáculo, 5 de julho, a partir das 17h30, no Auditório da Praça da Bandeira.
*é permitido retirar duas senhas por pessoa.

MARIA BETHÂNIA COM O RECITAL CADERNOS DE POESIAS
Retirada de senhas um dia antes do espetáculo, 8 de julho, a partir das 12h, no Auditório da Praça da Bandeira.
*é permitido retirar apenas uma senha por pessoa;
**não haverá distribuição de senhas no dia do espetáculo.

OFICINAS
É necessário agendamento prévio para as oficinas pelos telefones (51) 3428.5789 (Casa das Artes Villa Mimosa) e (51) 3425.7702 (Secretaria de Cultura de Canoas)



CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DA FEIRA DO LIVRO DE CANOAS

Dia 25 de junho - Sábado
18h - Área Central - Abertura Oficial - Apresentação COCAN
20h - Teatro do SESC - Teatro: Dona Flor e Seus Dois Maridos

Dia 26 de junho - Domingo
Das 14h às 18h - Espaço Infantil - Encontro e mostra dos Pontos de Cultura, Pontos de Leitura Municipais e Estaduais e participação da Escritora Juraci Ribeiro de Barros debatendo sobre sua trajetória literária
Das 14h às 18h - Biblioteca da Feira - Troca-troca de livros, revistas e gibis.
15h - Café Literário - Lançamento e sessão de autógrafos  da Coletânea da Associação Canoense de Escritores
Das 15h às 18h - Auditório - 50 anos da Jovem Guarda com um Documentário Musical (org. Casa do Poeta)
16h - Teatro do SESC - Espetáculo Não me toque, estou cheia de lágrimas -  Sensações de Clarice Lispector,  da Companhia Gaúcha de Dança GEDA (acessibilidade de 25 lugares, para audiodescrição)
16h - Café Literário - Lançamento e esssão de autógrafos do Livro: EU SOU o ser binário a força e o poder do nós – Autor: Dhamião Olyveira (editora Versus) 
17h - Café Literário - Sessão de autógrafos da escritora Juraci Ribeiro de Barros, do livro Poemas para elevar a alma(editora Solução) 

Dia 27 de Junho - Segunda
9h - Café Literário - Palestra Canoas e seus Caminhos, com Demétrio Leite
Das 9h às 19h - Café Literário - Exposição Canoas e seus Caminhos, de Demétrio Leite
9h - Auditório - Bate-papo com os escritores Ninfa Parreiras com a obra Histórias de Além Mar (Paulinas) e André Neves  com Tombolo do Lombo ( Paulinas). Depois haverá lançamento e sessão de autógrafos 
10h - Teatro do SESC - SESC Mais Leitura: Encontro com o escritor Jéferson Assumção - Tema: Ler para Ver(agendamento com o SESC Canoas no telefone (51) 34562013)
10h - Espaço Infantil - Contação de Histórias com Rosane Castro 
10h - Auditório - Encontro com o Escritor Cláudio Levitan
14h - Teatro do SESC - SESC Mais Leitura: Encontro com o escritor Jéferson Assumção - Tema: Ler para Ver(agendamento com o SESC Canoas no telefone (51) 34562013)
14h - Auditório - Encontro com o escritor Kalunga 
14h Café Literário - Junho Ambiental: Oficina de compostagem (Secretaria Municipal do Meio Ambiente)
15h - Auditório - Encontro com escritor Sérgius Gonzaga - Tema: Jorge Amado
15h - Espaço Infantil - Contação de Histórias com Rosane Castro
16h - Café Literário - Lançamento e sessão de autógrafos com o autor Leon Denis da Silveira do livro Poesia, Vida e Arte (2ª Edição)
19h30 - Auditório - Encontro com a escritora Lya Luft
20h20 - Auditório - Sessão de autógrafos com Lya Luft

Dia 28 de Junho - Terça
Das 9h às 21h - Café Literário - Mostra de Desenho e Redação das EMEFs - Transparência e Ética Pública: meu compromisso como cidadão
9h - Auditório - Encontro com a Escritora Paula Taitelbaum sobre o livro Bichológicos.  Depois haverá lançamento e sessão de autógrafos
10h - Teatro do SESC - SESC Mais Leitura: Encontro com o Escritor Jéferson Assumção - Tema: Ler para Ver(agendamento com o SESC Canoas no telefone (51) 34562013)
10h - Auditório - Encontro com o escritor Eduardo Bueno (Peninha) com mediação de Daniel Weller
10h - Espaço Infantil – Apresentação escolar do teatro Linda Rosa Juvenil e Orquestra de Flautas EMEF Erna Wurth
11h - Café Literário - Lançamento e sessão de autógrafos com Eduardo Bueno (Peninha) do livro A Viagem do Descobrimento (Editora Sextante)
10h - Espaço Infantil - Contação de Histórias com Mediadores de Leitura 
Das 14h às 18h - Biblioteca da Feira - Troca-troca de livros, revistas e gibis
Das 13h30 às 18h - Auditório - Painel Gaúcho de Bibliotecas Escolares e Públicas - Mesa: Práticas de Mediação de Leitura - Canoas, Porto Alegre e Esteio - Participações de Mriam de Oliveira, Marília Papaléo Fichtner, Ana Paula Cecato e Maria Rita Guizzo Ortiz com mediação de Daniel Weller.            
Das 13h30 às 15h - Café Literário - III Encontro do Fome de Ler (Ulbra) - Oficina de sensibilização: Já pensou em mudar o mundo a partir da Escola? (MudaMundo)
14h - Área Central - Junho Ambiental: Oficina de resíduos (Secretaria Municipal do Meio Ambiente)
14h - Teatro do SESC - SESC Mais Leitura: Encontro com o Escritor Jéferson Assumção - Tema: Ler para Ver(agendamento com o SESC Canoas no telefone (51) 34562013)
14h - Espaço Infantil - Apresentação Grupo de Dança da EMEF Dr. Nelson Paim Terra - Coreografia Sonsearai Pereira 
15h - Espaço Infantil - Show Pocket do Circo apresentado pela Associação Legato
16h - Espaço Infantil - Contação de Histórias com mediadores de leitura  
18h - Café Literário - Lançamento do Livro Estado da Cidade, Um Retrado de Canoas - 2015, com autores Prefeitura Municipal de Canoas Instituto XXI
19h - Auditório - Encontro com a escritora Martha Medeiros com mediação de Luciano Alabarse
20h - Auditório - Sessão de autógrafos com a escritora Martha Medeiros

Dia 29 de Junho - Quarta
Das 9h às 21h - Café Literário - Mostra de Desenho e Redação das EMEFs - Transparência e Ética Pública: meu compromisso como cidadão
9h - Auditório - Encontro com o escritor Pedro Bandeira 
9h40 - Café Literário - Lançamento e sessão de autógrafos com Pedro Bandeira
10h - Espaço Infantil - Contação de Histórias com Paulo Bocca - Temática: Cultura indígena e Cultura afro-brasileira
10h - Auditório - Apresentação Teatral: É Proibido Miar
14h - Café Literário - Entrega do prêmio Poesia no Varal (Proler-ABIP)
14h - Auditório - Encontro com o escritor Pedro Bandeira
14h - Área Central - Teatro: Trilha Literária
14h - Área Central - Junho Ambiental: Oficina de resíduos (Secretaria Municipal do Meio Ambiente)
14h - Casa das Artes Villa Mimosa - Oficina: Poesia para todo o sempre, com Richard Serraria
14h - Espaço Infantil - Apresentação escolar  do Grupo de violinistas Decords da EMEF Ministro Rubem Carlos Ludwig  
15h - Espaço Infantil - Contação de Histórias sobre o livro O Guardador de Estrelas com o autor Paulo Bocca
18h - Café Literário - Lançamento do Livro Memória social da luta pela moradia nas narrativas dos moradores na Vila União dos Operário - Canoas-RS, de Ivo Fiorotti
19h30 - Auditório - Encontro com Escritor Vladmir Safatle com mediação de Moisés Mendes 
20h20 - Auditório - Sessão de autógrafos com o escritor Vladimir Safatle

Dia 30 de Junho - Quinta
10h - Espaço Infantil - Contação de histórias com Mônika Papescu 
10h - Auditório - Encontro com o escritor Rogério Madrid sobre o livro Gravata e All Star 
14h - Café Literário - VI Mostra de Pesquisa em História - Realização: Curso de História, Mestrado Profissional em Memória Social e Bens Culturais e Museu e Arquivo Histórico Unilasalle
14h - Espaço Central - Teatro: Trilha Literária
14h - Auditório - Apresentação Teatral: É Proibido Miar
15h - Espaço Infantil - Contação de histórias com Mônika Papescu 
15h - Auditório - Encontro com a escritora Luisa Geisler  
18h - Café Literário - Lançamento e sessão de autógrafos do livro Gravata e All Star, com Rogério Madrid
19h - Café Literário - Lançamento do Junho Ambiental
19h30 - Auditório - Encontro com Jorge Mautner e Jards Macalé com mediação Francisco Dalcol e pocket show com os dois artistas
20h20 - Auditório - Lançamento e sessão de autógrafos do escritor Jorge Mautner

Dia 1o de Julho - Sexta
Das 9h às 12h - Casa das Artes Villa Mimosa  - Oficina criativa com Willyan Bertotto (agendamentos pelo telefone (51) 3428.5789)
10h - Espaço Infantil - Contação de histórias com Marô Barbieri
10h - Café Literário - Oficina de personagens com Fernando Lima (reciclagem)
Das 14h às 17h - Casa das Artes Villa Mimosa  - Oficina criativa com Willyan Bertotto (agendamentos pelo telefone(51) 3428.5789)
14h - Espaço Central - Teatro: Trilha Literária
14h - Auditório - Encontro com o escritor Cláudio Levitan 
15h - Auditório - Show musical infantil Cantos de Casa com Badi Assad
15h - Espaço Infantil - Contação de histórias da Biblioteca Pública João Palma da Silva - 1,2,3, Era uma vez
16h - Café Literário - Lançamento e sessão de autógrafos com a escritora Tania Faillace
18h30 - Casa das Artes Villa Mimosa – Palestra sobre Cervantes: Dom Quixote e suas andanças e exposição O nascimento de um cavaleiro 
19h30 - Auditório - Encontro com os escritores Luiz Gonzaga Belluzzo e Marcos Antônio Bósio com mediação de Juremir Machado da Silva. Tema: O Declínio do arranjo global dos anos 80.

Dia 2 de Julho - Sábado
10h - Café Literário - Lançamento e sessão de autógrafos do Senador Paim de Palavras em Mar Revolto - Segundo volume do Nau Solitária e Ednea Paim - Derrubando Muros
10h - Espaço Infantil - Contação de histórias com mediadores de leitura 
Das 14h às 17h30 - Auditório - VII Encontro das Casas dos Poetas do Brasil
14h - Casa das Artes Villa Mimosa - Exibição do filme O Último Poema e debate com Mirela Kruel
15h - Espaço Central - Apresentação do Coletivo de Dança
15h - Espaço Infantil - Contação de Histórias com mediadores de leitura
16h - Café Literário - Sessão de autógrafos da obra Design Negro, com o autor Moacyr Vargas Júnior
17h30 - Auditório - Lançamento e sessão de autógrafos do livro Versejando a vida, com o autor Moacyr Ayres da Siqueira

Dia 3 de Julho - Domingo
15h - Espaço Infantil - Contação de histórias com mediadores de leitura 
15h - Café Literário - Lançamento e sessão de autógrafos de Existência: Um Dia, Uma Vida, com o autor Vitor Guarise
16h - Auditório - Encontro com o Escritor Arnaldo Antunes com mediação de Roger Lerina
17h - Auditório - Lançamento e sessão de autógrafos com Arnaldo Antunes

Dia 4 Julho - Segunda
9h - Área Central - Teatro: Trilha Literária
9h - Auditório - Encontro com os escritores Gerson Colombo e Jeremias Soares de Mello (Associação Canoense de Escritores)
9h - Café Literário - Exposição Arte da Praça com oficinas realizadas na Praça 
10h - Espaço Infantil - Contação de histórias da Biblioteca Pública João Palma da Silva - 1,2,3, Era uma vez
10h - Teatro do Sesc - SESC Mais Leitura: Encontro com o Escritor Uili  Bergamin com palestra sobre a obra Dom Quixote de La Mancha de Miguel de Cervantes (agendamento com o SESC Canoas no telefone (51) 34562013)
14h - Espaço Central - Teatro: Trilha Literária
14h - Teatro do Sesc - SESC Mais Leitura: Encontro com o Escritor Uili  Bergamin com palestra sobre a obra Dom Quixote de La Mancha de Miguel de Cervantes (agendamento com o SESC Canoas no telefone (51) 34562013)
14h - Auditório - Mesa de debates: A convergência da literatura com outras linguagens: jornalismo, música e cinema, com os escritores Josué Orsolin, Fernando Mantelli e Tiago Germano e mediação de Davi Boaventura. Depois, haverá sessão de autógrafos com os escritores
15h - Espaço Infantil - Contação de Histórias com mediadores de leitura 
15h - Auditório – Debate Shakespeare e a Tradução, com Lawrence Pereira e Katrin Rosenfield
19h30 - Auditório - Encontro com o Escritor Gonçalo Tavares com mediação de Reginaldo Pujol Filho
20h20 - Auditório - Lançamento e sessão de autógrafos com o escritor Gonçalo Tavares e Reginaldo Pujol Filho

5 de Julho - Terça
9h - Área Central – Teatro: Trilha Literária
9h - Casa das Artes Villa Mimosa - Oficina Escrita e Imaginação com o escritor Gonçalo Tavares
10h - Café Literário - Comédia Gastronômica com Chocadélia & Temperela (ACE)
10h - Teatro do SESC - SESC Mais Leitura: Encontro com o Escritor Uili Bergamin e palestra sobre a obra Dom Quixote de La Mancha de Miguel de Cervantes (agendamento com o SESC Canoas no telefone (51) 34562013)
10h - Auditório - Espetáculo Teatral: A Família Sujo - Grupo Cuidado que Mancha
14h - Café Literário - Oficina de Braile (ADEVIC e Coordenadoria da Pessoa com Deficiência)
14h - Área Central - Trilha Literária
14h - Auditório - Espetáculo Teatral: A Família Sujo - Grupo Cuidado que Mancha
14h - Teatro do SESC - SESC Mais Leitura: Encontro com o Escritor Uili Bergamin e palestra sobre a obra Dom Quixote de La Mancha de Miguel de Cervantes (agendamento com o SESC Canoas no telefone (51) 34562013)
15h - Espaço Infantil - Contação de histórias com mediadores de leitura   
18h30 - Café Literário - Lançamento e sessão de autógrafos com Gerson Colombo
19h30 - Auditório - Teatro: Caio em Construção, com Déborah Finnocchiaro 

Dia 6 de Julho - Quarta
9h - Auditório - Debate sobre a literatura contemporânea com Júlia Barbosa Dantes, Samir Machado de Machado, Moema Vilela Pereira e Robertson Frizero Barros
9h - Auditório Sady Schwitz - Aula inaugural do curso de Libras (Instituto Canoas XXI e Coordenadoria da Pessoa com Deficiência)
9h - Área Central - Teatro: Trilha Literária
10h - Espaço Infantil - Contação de Histórias com mediadores de leitura
14h - Auditório - Apresentação teatral: Os Moinhos de Quixote - Casa do Poeta
14h - Área Central - Teatro: Trilha Literária
15h - Espaço Infantil - Contação de Histórias com mediadores de leitura
16h - Café Literário - Recital poético com Ancila Dani Martins (ACE)
18h - Café Literário - Lançamento e sessão de autógrafos do livro Uma Pipa de Breve Sentimento, com o autor Paulo Ritter 
19h - Café Literário - Lançamento e sessão de autógrafos do livro: Da Caverna ao Shopping: Os Labirintos da Vida, com o autor Júlio Ribeiro
19h30 - Bate-papo com Diana Corso e Mário Corso com mediação de Daniel Weller

Dia 7 de Julho - Quinta
9h - Auditório - Encontro com a escritora Ana Mariano sobre o livro Atado de Ervas pois Olhos de Cadela 
9h - Espaço Infantil - Oficina de Libras
9h - Área Central - Teatro: Trilha Literária
10h - Espaço Infantil – Teatro: O Sítio Encantado. - Alunos da Escola Vitória (em Libras)
10h - Auditório - Mesa de debates: O livro, a sociedade e as personagens na literatura, com Moema Cavalcante, Ivonete Childen e Marina Leal (ACE)
Das 14h às 17h - Casa das Artes Villa Mimosa - III Mostra do Festival Book Trailer
14h - Área Central - Teatro: Trilha Literária
14h - Auditório - Mesa de debates: A escrita de mulheres na nova revolução feminista, uma questão de gênero?, com Daniela Langer, Débora Ferraz e Ana Maria Colling e mediação de Giulia Barão. Depois, haverá sessão de autógrafos com as autoras.
15h - Espaço Infantil - Contação de histórias com Heloisa Bacichette
17h - Café Literário - Lançamento e sessão de autógrafos com Julia Dantas do livro Ruína y leveza (Não Editora) e com Ryan Mainardi do livro Metâmeros (Editora Schoba)
18h - Café Literário - Lançamento e sessão de autógrafos com Ana Maria Colling e Losandro Antonio Tedeschi, organizadores do Dicionário Crítico de Gênero Diversidade Cultural, Gênero e Fronteiras
19h - Auditório - Encontro com o escritor Arthur Japin com mediação de Fernando Ramos
20h - Auditório - Encontro com o escritor Benjamin Moser com mediação de Cláudia Laitano

Dia 8 de Julho - Sexta
9h - Auditório - Oficina de Poesia com Guto Leite
9h - Área Central - Teatro: Trilha Literária
10h - Espaço Infantil - Contação de histórias com Leila Pereira sobre o novo livro Famílias de A a Z
10h - Auditório - Teatro: João e o Pé de Feijão - Cia Halarde
Das 14h às 18h - Biblioteca da Feira - Troca-troca de livros, revistas e gibis
14h - Área Central - Teatro: Trilha Literária
14h - Auditório - Teatro: João e o Pé de Feijão - Cia Halarde
15h - Espaço Infantil - Contação de histórias com Leila Pereira sobre o novo livro Famílias de A a Z
15h30 - Auditório - Encontro com o escritor Jairo de Souza
16h30 - Café Literário - Lançamento e sessão de autógrafos do livro Poemar, autor  Jairo de Souza
17h - Café literário - Lançamento e sessão de autógrafos com a escritora Marlise Pozzatti
19h - Área central - Sopapo Poético
19h30 - Casa das Artes Villa Mimosa – Palestra sobre Cervantes: Dom Quixote e suas andanças e exposição O nascimento de um cavaleiro 
19h30 - Auditório - Mesa: As escritas possíveis do eu, da crônica e do ensaio, com Cláudia Tajes e Luis Augusto Fischer e mediação de Luiz Gonzaga Lopes

Dia 9 de Julho - Sábado
Das 9h às 11h - Auditório - Encontro do Colegiado de Livro, Leitura e Literatura
10h - Espaço Infantil - Contação de histórias com mediadores de leitura
14h - Auditório - Encontro do Proler e mediadores de leitura
15h - Café Literário - Sarau Performático Entreverbo
15h - Espaço Infantil Contação de histórias da Biblioteca Pública João Palma da Silva - 1,2,3, Era uma vez
17h - Auditório - Orquestra Villa Lobos
18h - Auditório - Encerramento oficial e homenagem ao embaixador da leitura
20h - Teatro do SESC - Maria Bethânia com o recital Caderno de Poesias




0 comentários:

Postar um comentário