TRIBO DE JAH - 30 ANOS: em junho, no Opinião em POA

Publicado em: sábado, 28 de maio de 2016
Crédito: Gustavo Garret

A Tribo de Jah, banda que contribuiu de maneira significativa para que a cidade de São Luiz, no Maranhão, fosse conhecida como a Jamaica Brasileira, voltará ao Opinião, no dia 30 de junho, para fazer um dos primeiros shows da sua turnê comemorativa de 30 anos de carreira. O grupo, que recentemente utilizou uma plataforma de crowdfunding para financiar a gravação do seu próximo trabalho de estúdio, vai estar em Porto Alegre para apresentar a sua nova formação e para comprovar toda a sua representatividade dentro do cenário reggae nacional, construída ao longo das últimas três décadas e de 15 álbuns, lançados no Brasil e em diversos outros países, como Portugal, Espanha, França e Itália. No repertório da Tribo, liderada agora por uma carismática dupla de vocalistas, formada pelo pai Fauzi Beydoun e pelo filho Pedro Beydoun, não faltarão alguns dos grandes hits do gênero, que o público já se acostumou a cantar ao vivo com a banda, como “Regueiros Guerreiros”, “Não Basta ser Rasta”, “Abandonados pelo Sistema”, “Magnatas e Regueiros”, “Babilônia em Chamas” e “Reggae na Estrada”.

      
 A história da banda Tribo de Jah iniciou na Escola de Cegos do Maranhão, local onde se conheceram os quatro músicos cegos e um quinto com visão parcial. Eles, que viviam em regime de internato, começaram a desenvolver o gosto pela música improvisando instrumentos e descobrindo timbres e acordes. Posteriormente, passaram a realizar shows nos bailes populares da capital maranhense, São Luiz, e em outras cidades do interior do estado, fazendo covers de seresta, reggae e lambada.

Foi neste momento que surgiu o radialista Fauzi Beydoun, nascido em São Paulo, filho de italianos com libaneses, que já havia morado quatro anos na Costa do Marfim (África). Grande aficionado pela cultura reggae, Fauzi viu o movimento rastafári, que era efervescente em São Luiz nos anos 80, se tornar um fenômeno quase inexplicável no Maranhão, após invadir os guetos e tomar toda a cidade, o interior e até os estados vizinhos.

O reggae viria a marcar profundamente a forte cultura maranhense. Contestado por uma minoria de intelectuais conservadores, o gênero foi abraçado pela grande massa, que daria o título de Jamaica Brasileira à capital do Maranhão. Centenas de clubes de reggae com suas “radiolas” e diversos programas de rádio aderiram ao reggae em busca de audiência. Foi nesse cenário que a Tribo de Jah deu partida para difundir a sua música até os ossos, com mensagens de amor e paz, políticas sociais e divinas.

Passados 30 anos de trabalho e uma escala no principal palco do reggae mundial, o Regga Sunsplash Festival (realizado na Jamaica, em 1995), a Tribo de Jah já se apresentou nos quatro cantos do Brasil, com shows também no exterior, em países como França, Itália, Guiana Francesa e Argentina. A banda é formada atualmente por Fauzi Beydoun (vocal), Pedro Beydoun (vocal) Neto Enes (guitarra), Aquiles Rabelo (baixo), Kekê Enes (teclado) e João Rodrigues (bateria).

TRIBO DE JAH

Onde:
Quando:
30 de junho, quinta-feira, a partir das 22h30
Abertura da casa:
20h30
Classificação:
16 anos

Ingressos:

Lote 1:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 40
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 35
Inteira: R$ 70

Lote 2:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 50
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 45
Inteira: R$ 90

Lote 3:
Promocional (valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível, disponível para qualquer pessoa): R$ 60
Estudantes e idosos (desconto de 50%): R$ 55
Inteira: R$ 110

* Os alimentos deverão ser entregues no Opinião, no momento da entrada ao evento.

** Para o benefício da meia-entrada (50% de desconto), é necessária a apresentação da carteira de estudante na entrada do espetáculo. Os documentos aceitos como válidos estão determinados no artigo 4º da Lei Estadual 14.612/14.

Pontos de venda:

Bilheteria oficial (sem taxa de conveniência):
Youcom Bourbon Wallig

Demais pontos de venda (sujeito à cobrança de R$ 5 de taxa de conveniência):
Youcom Shopping Praia de Belas, Iguatemi, Bourbon Ipiranga, Barra Shopping Sul, Bourbon Novo Hamburgo e Canoas Shopping
Multisom Andradas 1001 e Bourbon São Leopoldo


Informações:




0 comentários:

Postar um comentário