Frank Solari: tributo a Van Halen no Opinião em POA

Publicado em: sábado, 28 de maio de 2016


Frank Solari, fã de Van Halen desde a adolescência, voltou a homenagear a banda no Opinião, como fez em 2014, no último sábado, dia 21 de abril. Abre aspas, até a guitarra que o músico usou no show é uma réplica da usada por Eddie Van Halen.

É domínio público que banda norte-americana, com os solos virtuosos de Eddie Van Halen, exige muito dos guitarristas que ousam tocá-los, é um desafio para qualquer intérprete. Porém não estávamos diante de qualquer intérprete e, sim de um dos maiores guitarristas brasileiros da atualidade, ou melhor, uma lenda da guitarra brasileira, que deveria ter mais reconhecimento no seu país natal. 

Com uma carreira consolidada na música instrumental que já contabiliza mais de duas décadas e merecidamente elogiado por imortais da guitarra mundial como Bob Dylan e Stanley Jordan, iniciou sua performance às 20h30, com um público que lotava o andar térreo da casa de shows porto-alegrense. 


Solari que comandou além da guitarra, também o teclado durante o tributo, e que agrega as funções de instrumentista, compositor, intérprete, produtor e arranjador dividiu o palco com músicos de primeira - o baixista Fernando Petry e o baterista Claudio Calcanhotto. Izmália Ibias, parceira antiga do músico, com quem gravou o single "Connection" em 2013, assumiu os vocais das músicas de Dave Lee Roth e Sammy Haggar. Não consigo pensar em ninguém na cena à altura do Van Halen senão a cantora gaùcha que possue um alcance vocal que cantores brasileiros dificilmente atingem. E não preciso dizer que a vocalista arrebentou durante sua irretocável performance.


Solari fez um espetáculo fiel à obra do grupo homenageado, como havia prometido, mas para os que não compareceram ao evento, deixo bem claro que não assistimos um mero show de covers. O músico interpretou os solos e os riffs com sua técnica apurada, feeling absurdo e personalidade ímpar. Dá uma aula de harmônicos. O cara é um monstro!! - No popular. Durante o show o grupo apresentou clássicos da banda norte-americana, mas também os lados B e músicas da fase na qual Sammy Haggar substituiu Dave Lee Roth no vocal.

O público não deixava os músicos encerrarem o show, pedindo bis inúmeras vezes. 
O músico mostrou-se imensamente feliz quando os presentes lhe pediram músicas autorais.


Setlist do show:

Unchained
I'll Wait
Right Now
Hot for Teacher
Girl gone Bad (Drum Solo)
Panamá
Medley (GTR Solo)
Eruption
You Really got Me
Ain't Talking Bout Love
Can't Stop Lovin'you
Love Walks In
Dreams
Why Can't This Be Love
Jump!
Top of the World
Intruder/ Pretty Woman

Tem pessoas que podem criticar o fato do músico estar fazendo um show-tributo. E lá vem aquela ladainha de música autoral versus cover. Admito que sou contra bandas que só tocam covers; o que não é o caso. O intuito do show foi uma homenagem a uma das influências de Solari. E o que se viu no Opinião foi uma grande festa que reuniu um público que apreciava tanto Van Halen, uma das maiores bandas de rock que existiram, e esse gaúcho, essa lenda viva da guitarra chamada Frank Solari, que faz com que nós gaúchos tenhamos vontade de gritar com orgulho: Ah, eu sou gaúchooooo!!


























Vejam mais fotos do show AQUI.


Parabéns à Opinião Produtora pelo evento.

Agradecimentos pelo credenciamento.

Leia matéria no Whiplash.Net


0 comentários:

Postar um comentário