Grimriot: entrevista para o AMESVEBLOG

Publicado em: sexta-feira, 7 de junho de 2013
Por Larissa Mendonça

Esses dias no twitter estava a procura de novas bandas. Achei um pessoal muito bom e diferente, a banda Grimriot, que tem umas características que para muitos rockeiros pode ser rara numa banda brasileira hoje em dia. Os gaúchos mostram uma sonoridade que faz perceber que eles tem um estilo único. Atualmente o grupo está produzindo um CD. O AMESVEBLOG conversou com o guitarrista Brunno Tripovichy que falou um pouco da banda, dos planos e objetivos que o grupo quer alcançar.Confira a seguir:



AMESVEBLOG - Como nasceu a banda?

Brunno Tripovichy  -  A Grimriot inicialmente era um projeto de metalcore, thrash. Os integrantes eram eu (Brunno) na guitarra, o Eduardo (Duda) no baixo, Rikardo Schroeder (guitarrista da Evil Emperor) na bateria e Mara Bitello nos vocais. No decorrer da estruturação do conjunto, eu e o Eduardo optamos por mudar o line-up da banda, pois os interesses eram muito diferentes de Rikardo e da Mara, que desejavam um som muito mais pesado e agressivo do que realmente queríamos na época. 
Depois disso,  eu e o Eduardo ficamos desencorajados em prosseguir com um projeto próprio e resolvemos montar uma banda que tocasse covers atuais e assim fazer eventuais shows, mais com o intuito de diversão. Então eu procurei o Michel, que além de ótimo baterista  e amigo de longa data, nós já havíamos tocado juntos em uma outra oportunidade. Também procurei o Keith, no qual eu conheci em outro projeto que acabou não saindo do papel, mas que eu sabia que era um ótimo guitarrista. Esse é um fato engraçado, pois na época que estávamos neste projeto, eu e o Keith nos odiávamos, mas hoje nos amamos (Risos). Por último o Eduardo procurou o Guilherme (Gui), no qual eram colegas de trabalho, assim formando a banda, em setembro de 2010. Nós decidimos rumar para as músicas próprias depois do terceiro ou quarto ensaio da banda, pois tocamos tão fluido e com uma "química" tão boa, que saímos do foco só diversão e assim surgiu a Grimriot propriamente dita, cuja formação atual é Gui Acauan (Vocais), Brunno Tripovichy (Guitarra e Vocais), Keith Eberhardt (Guitarra), Duda Meneses (Baixo e Back Vocals) e Michel Fuhr (bateria).
AMESVEBLOG - Quem mais compõe na banda e quais influências vocês buscam?
Brunno Tripovichy Atualmente quem mais compõe sou eu mesmo, costumo fazer a melodia principal da música, e o pessoal vai agregando os arranjos e suas influências, com exceção das linhas vocálicas, na qual o Mr. Gui tem liberdade total e 98% das composições (Risos). Hoje em dia acho mais difícil dizer quais as influências da banda, pois quando nos reunimos pela primeira vez, e fizemos as primeiras músicas da banda, nós tínhamos uma ideia em mente. Com o passar do tempo essa ideia inicial foi se transformando, evoluindo e amadurecendo, até ser o que hoje a banda realmente é, e que será apresentado no primeiro CD que estamos gravando no momento. Mas para vocês terem  ideia, inicialmente, todos os integrantes tinham muita influência de  bandas como Avenged Sevenfold, Slipknot e Alter Bridge, pois nós éramos muito preocupados em agradar o público jovem, aproveitando, digamos, a onda do momento. Evoluímos muito como banda e como músicos, principalmente na personalidade, e agora nós utilizamos o metal moderno em geral como base, mas agregando as raízes pessoais de cada um nas músicas. Pegamos uma música nossa, com aquele molde moderno, e vamos encaixando peças diferentes, e assim tentamos criar nossa marca. Para se  ter uma ideia das influências atuais  da banda, elas tem pitadas de bandas como Helloween, Dream Theater, Metallica até Lamb of God, todas muito distintas umas das outras. Com isso, o que tentamos almejar, além de tentar ser uma banda peculiar, é agradar o maior número de círculos (estilos) de rockeiros/ metaleiros/ headbangers.

AMESVEBLOG - Fale um pouco das músicas da banda, quais temas vocês procuram abordar?
Brunno Tripovichy - As nossas músicas falam em liberdade de expressão, sobre a repressão que as pessoas sentem, não somente em questões de mídia, política e religião, mas principalmente em questões "simples", como a liberdade das pessoas de querer agir de uma forma e não poderem, por não se enquadrarem no padrão estipulado pela sociedade atual.



AMESVEBLOG - Vocês estão trabalhando em um novo CD, tem previsão de quando sai o novo trabalho?
Brunno Tripovichy Acredito que acabaremos a gravação do CD até o final desse ano, esperamos muito mesmo que isso aconteça (Risos).  O lançamento do CD provavelmente será no primeiro semestre de 2014, pois queremos dar o nosso máximo nesse trabalho e lançar algo com a maior qualidade possível.
AMESVEBLOG -  Vocês tem planejamento de produzir um videoclipe? 
Brunno Tripovichy  -  Sim, nós cogitamos produzir um videoclipe. Optamos por esperar a repercussão que o nosso futuro CD venha a ter, e assim planejar um videoclipe para o próximo ano, para o segundo semestre de 2014,  para ser mais preciso.




AMESVEBLOG -   Vocês tem aproveitado muita da internet para divulgar e ganhar o público. Como vocês enxergam as redes sociais?  É o suficiente para ajudar uma banda?
Brunno TripovichyAs redes sociais hoje em dia são o combustível inicial de uma banda, principalmente aqui no Brasil, onde o público, principalmente o mais jovem, acompanha muito. Sabendo utilizar as redes sociais corretamente e forjando algumas parcerias, é possível alcançar coisas muito boas só com o uso da internet. Porém não cremos ser o suficiente. Acho que hoje a web é entre 50-60% do motor da banda. O resto ainda é muito em cima da qualidade dos shows que ela faz, tanto da parte técnica da banda em fazer o espetáculo, quanto da parte estrutural do show, que muitas vezes influencia mais  do  que  o espetáculo da banda.

AMESVEBLOG -   Como vocês avaliam o cenário do rock nacional?
Brunno TripovichySinceramente  acho que me falta embasamento para responder essa pergunta... mas na minha opinião, e falo também em nome da banda, é que o rock nacional  está extremamente enfraquecido. Não por não ter bandas de qualidade, mas sim por culpa do público do rock, por culpa das pessoas que "administram" o rock e por culpa das pessoas que não "gostam" de rock. O público "rockeiro" é culpado por dois motivos: tem os que são cabeça-dura, e esses são a grande maioria, que se dizem "true", que só escutam o que é clássico, muito pesado ou underground, e não aceitam novos estilos e bandas novas e a modernidade, são ortodoxos. E tem os "rockeiros" preguiçosos, que neste caso às vezes até eu me enquadro (Risos). 
Esses últimos são os que não procuram novas bandas, porque eles já tem as X bandas que eles curtem, ou quando é apresentado uma banda nova, fica desmerecendo a mesma, comparando com as as que ele considera as melhores do mundo, arranjando críticas e comparações sem fundamento do tipo: "Odeio Black Sabbath porque o Iommi não faz solos como o Petrucci". As pessoas que "administram" o rock são culpadas, pois oferecem péssimas condições para os shows, tanto para as bandas quanto para o público, cobram valores exorbitantes para a banda abrir o show de uma banda gringa, na qual o público MUITO COMPREENSIVO, só quer saber da banda principal. O pessoal que não escuta rock atrapalha o cenário do rock nacional, pois a maioria são pessoas com escolha de gosto musical pífias. Não digo isso porque não gostam de rock, e sim porque escutam músicas, por motivos pífios. Não vou citar bandas e estilos, mas a coisa funciona assim: a mulherada começa a curtir o estilo X, pois supostamente, curte dançar... OK. Onde vai a mulherada, a cambada de homem vai atrás... Quase ninguém do público não rockeiro, gosta dos estilos tocados aqui no Brasil, por que o arranjo é muito bom, o vocalista canta muito bem, porque as letras são bem elaboradas... o público não rockeiro, não quer saber da música, ele quer saber da festa que a música vai proporcionar, tudo bem, festa é bom, mas podemos separar o momento da festa, do dia a dia... tem gente que fica perturbando os outros com "músicas maravilhosas", e não está nem aí para o que está ouvindo... Consequentemente, como a maioria das pessoas hoje é "maria vai com as outras", o investimento dos "administradores" de shows, imprensa e derivados, fica em cima dessas músicas...

AMESVEBLOG - O que vocês planejam para o segundo semestre?
Brunno TripovichyO segundo semestre de 2013, se tudo der certo, e vai dar... imagino ser mais agitado do que o primeiro para a banda. Pretendemos lançar um single que estará no CD, provavelmente a "The Last Chance". Também existe a  possibilidade de realizarmos algumas apresentações com o intuito de mostrar parte de nossas músicas novas.
AMESVEBLOG - Para finalizar, deixem um  recado para os fãs.
Brunno Tripovichy – Primeiramente, queria agradecer em nome de todos os integrantes  da banda a você Larissa o espaço cedido no AMESVEBLOG a nós. E agradecer ao leitores do blog por lerem a entrevista (Risos), e assim conhecer um pouco a banda. Espero que vocês curtam o nosso álbum full-length, assim como nós estamos curtindo fazer ele. Nos encontraremos brevemente em shows, que claro, divulgaremos aqui no blog.
Links relacionados:

Fonte: AMESVEBLOG


Matérias relacionadas no Rocksblog

0 comentários:

Postar um comentário