Rosa de Saron: Rock x Religião

Publicado em: quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Independente de crenças, bandas de rock que levantam a bandeira do cristianismo (ou de qualquer outra filosofia não-ateísta) acabam entrando em um debate quase infindável. Um dos motivos é o famoso jardão "o Diabo é o pai do Rock". Outras polêmicas incluem a luta pela liberdade, a expressão de um lado obscuro pessoal de cada um, etc... A lista é grande.
De qualquer forma, o programa MoitaRock nº44 conversou com os membros do Rosa de Saron para ver o que eles pensam sobre isso.Confira:

Guilherme de sá (vocalista): "Com uma maturidade bacana você consegue ouvir muita coisa legal sem medo de ser feliz. 99,9% das nossas referências são seculares. Depende do que a música te passa, do que a letra te passa, do que a sensação te passa. O resto é preconceito".

Rogério Feltrin (baixista): "Acho que a primeira coisa é você conseguir quebrar esse preconceito e as pessoas entenderem que o rock, acima de tudo, é música. E que é um dos estilos que é mais flexível em termos de mensagem. Históricamente falando o rock já foi para paz e amor, para protestos, para transgressão... E eu acho que ele se adequa muito bem também à mensagem do cristianismo"

O programa ainda traz trechos de show e sorteia um DVD ao vivo da banda. 
Confira a entrevista completa no vídeo abaixo:



Enviado por Moita Rock

0 comentários:

Postar um comentário